São Paulo vence no tempo normal, mas perde nos pênaltis e está eliminado

Com 1 a 1 no placar agregado, a partida foi para os pênaltis e com gols perdidos por Kardec e Toloi os colombianos ficaram com a vaga

Com 1 a 1 no placar agregado, a partida foi para os pênaltis e com gols perdidos por Kardec e Toloi os colombianos ficaram com a vaga
Com 1 a 1 no placar agregado, a partida foi para os pênaltis e com gols perdidos por Kardec e Toloi os colombianos ficaram com a vaga (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Por Camila Andrade, do  Futnet

A noite desta quarta-feira, era de decisão por uma vaga na final da Copa Sul-Americana. O São Paulo recebeu o Atlético Nacional, no Estádio do Morumbi. E a equipe paulista entrou em campo em desvantagem, necessitando vencer por dois gols de diferença para avançar a próxima fase, no tempo normal. Com o placar de 1 a 0, a decisão foi para as penalidades e os colombianos venceram com quatro gols a um.

A cidade de São Paulo viveu uma tarde e noite de muita chuva, com isso, poucas horas antes de a bola rolar, o gramado estava completamente alagado e o banco de reservas também, mas o sistema de drenagem, apesar da demora, funcionou. E pouco antes o estádio ficou completamente no escuro. E assim, terminou também a partida para os são-paulinos.

Com tudo regularizado, as equipes entraram em campo no horário combinado, para a decisão. Na primeira partida, em Medelín, os colombianos venceram por 1 a 0 e a necessidade da vitória era do lado brasileiro, pois o empate dava a vantagem para o adversário. E no fim, o placar agregado por 1 a 1 levou o jogo para as penalidades.

O primeiro tempo foi de um São Paulo tentando chegar ao ataque, mas com um Atlético Nacional se defendendo bastante e com poucas chances de gols para qualquer um dos lados, o primeiro tempo terminou com igualdade no placar.

Já no segundo tempo o clube paulista entrou melhor e assim, conseguiu, abrir o marcador. Com sete minutos, Ganso passou para Michel Bastos, mas a bola parou em Armani. Um minuto depois em cobrança de falta Ganso bateu, a bola passou por todo mundo e entrou. Com o mesmo placar do primeiro jogo. A decisão pela vaga foi para as cobranças de pênaltis.

O time colombiano converteu com Bocanegra, Juan Valencia, Cardona, Ruiz. Do lado tricolor, Alan Kardec escorregou e perdeu a cobrança, Toloi bateu mal e o goleiro Armani defendeu e somente Rogério Ceni mandou a bola para dentro das redes. Assim, o Atlético Nacional se classificou para sua primeira final da Copa Sul-Americana. Agora, aguarda o adversário, que será decidido nesta quinta-feira entre Boca Juniors e River Plate.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247