Sarney: crítica do secretário da Fifa foi "intromissão grosseira"

Presidente do Senado, Jos Sarney (PMDB-AP) usou o mesmo tom do governo para desqualificar as crticas do secretrio-geral da Fifa, Jrme Valcke, organizao da Copa de 2014

Sarney: crítica do secretário da Fifa foi "intromissão grosseira"
Sarney: crítica do secretário da Fifa foi "intromissão grosseira" (Foto: Antonio Cruz/AGÊNCIA BRASIL)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil – O presidente do Senado e do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP), usou o mesmo tom do governo para desqualificar as críticas do secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, à organização da Copa do Mundo de 2014. “As coisas não estão funcionando no Brasil” e os organizadores da Copa de 2014 deveriam receber “um empurrão nas costas”, disse Valcke na semana passada.

“O ministro [do Esporte] Aldo Rebelo não falou apenas em seu nome e em nome do governo, mas falou em nome de todo o povo brasileiro a respeito da intromissão grosseira [do dirigente da Fifa”, disse Sarney. Na entrevista em que fez as críticas, Valcke também apontou a lentidão com que tramita no Congresso o o projeto que institui a Lei Geral da Copa de 2014.

No último sábado (3), Rebelo exigiu, em nome do governo federal, que a Fifa designe outro interlocutor para a preparação da Copa. Valcke tem marcada visita oficial ao Brasil no dia 12. O ministro informou, na ocasião, que enviaria nesta segunda-feira (5) carta ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, formalizando o pedido de troca do interlocutor da entidade com o governo brasileiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email