Seca: racionamento de água atinge 96 cidades

Na ilha de Itaparica, onde a medida foi iniciada nesta terça-feira (16), o nível da Barragem de Tapera atingiu 800 mil m³ dos 5 milhões de m³, capacidade para fornecer água a 26 localidades e mais um distrito do município de Jaguaripe; "A medida extrema foi adotada porque as tradicionais chuvas de março e abril não caíram, deixando a barragem nesse estado terrível", afirma o gerente do escritório da Embasa em Itaparica e Vera Cruz, Ariosvaldo Gama

Seca: racionamento de água atinge 96 cidades
Seca: racionamento de água atinge 96 cidades
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) adotou racionamento de água em 96 dos 362 abastecidos pela companhia, segundo matéria do jornal A Tarde. A companhia informa ainda que outras regiões com abastecimento apontado como crítico são monitoradas por conta da seca que castiga o Nordeste há dois anos.

Na ilha de Itaparica, onde a medida foi iniciada nesta terça-feira (16), o nível da Barragem de Tapera atingiu 800 mil m³ dos 5 milhões de m³, capacidade para fornecer água a 26 localidades e mais um distrito do município de Jaguaripe.

"A medida extrema foi adotada porque as tradicionais chuvas de março e abril não caíram, deixando a barragem nesse estado terrível", afirmou o gerente do escritório da Embasa em Itaparica e Vera Cruz, Ariosvaldo Gama.

O presidente da empresa, Abelardo de Oliveira Filho, prometeu que o racionamento não será adotado em Salvador. Dos 417 municípios do estado, 55 não são abastecidos pela Embasa, entre eles Juazeiro e Pilão Arcado, na região Norte, e Correntina, no sudoeste baiano.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247