Seca se agrava e alcança 85% dos municípios pernambucanos

Período de estiagem prolongada pelo qual passa o Estado de Pernambuco agravou o problema da seca que, segundo o Levantamento do Monitor Mensal da Seca do Nordeste, realizado pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), já alcança 85% dos 185 municípios, sendo que 46% estão enquadrados nos chamados níveis excepcional e extremo, considerados os mais graves pela classificação; quadro de seca alcança 90% de todo o território nordestino

Remanso - Com a falta de chuva na nascente do Rio São Francisco, o reservatório de Sobradinho vive a maior seca de sua história (Marcello Casal jr/Agência Brasil)
Remanso - Com a falta de chuva na nascente do Rio São Francisco, o reservatório de Sobradinho vive a maior seca de sua história (Marcello Casal jr/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O período de estiagem prolongada pelo qual passa o Estado de Pernambuco agravou o problema da seca que, segundo o Levantamento do Monitor Mensal da Seca do Nordeste, realizado pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), já alcança 85% dos 185 municípios, sendo que 46% estão enquadrados nos chamado níveis excepcional e extremo, considerados os mais graves pela classificação. O quadro de seca alcança 90% de todo o território nordestino.

No último dia 9, o Estado decretou situação de emergência por seis meses em 56 municípios do Sertão. No Agreste, o problema afeta os 71 municípios da região. Segundo a Apac, não existe perspectiva de chuvas para os meses de outubro e novembro, tradicionalmente os mais secos no Estado, o que deve agravar o problema.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247