Secom diz estar à disposição do MPE para informar sobre contratos

O governo do Tocantins divulgou nota informando que "a Secretaria e o secretário da Comunicação Social já se colocaram à disposição do MPE para contribuir com as investigações e prestar todas as informações que se fizerem necessárias", após o MPE instaurar dois inquéritos civis para investigar o volume de gastos com publicidade realizados pelo Estado do Tocantins e pelo município de Palmas, que podem estar ocorrendo em prejuízo de serviços públicos essenciais, como os das áreas de saúde, educação e assistência social.

O governo do Tocantins divulgou nota informando que "a Secretaria e o secretário da Comunicação Social já se colocaram à disposição do MPE para contribuir com as investigações e prestar todas as informações que se fizerem necessárias", após o MPE instaurar dois inquéritos civis para investigar o volume de gastos com publicidade realizados pelo Estado do Tocantins e pelo município de Palmas, que podem estar ocorrendo em prejuízo de serviços públicos essenciais, como os das áreas de saúde, educação e assistência social.
O governo do Tocantins divulgou nota informando que "a Secretaria e o secretário da Comunicação Social já se colocaram à disposição do MPE para contribuir com as investigações e prestar todas as informações que se fizerem necessárias", após o MPE instaurar dois inquéritos civis para investigar o volume de gastos com publicidade realizados pelo Estado do Tocantins e pelo município de Palmas, que podem estar ocorrendo em prejuízo de serviços públicos essenciais, como os das áreas de saúde, educação e assistência social. (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247- O governo do Tocantins divulgou nota informando que "a Secretaria e o secretário da Comunicação Social já se colocaram à disposição do MPE para contribuir com as investigações e prestar todas as informações que se fizerem necessárias", após o Ministério Público Estadual (MPE) instaurar, nesta quinta-feira (16), dois inquéritos civis para investigar o volume de gastos com publicidade realizados pelo Estado do Tocantins e pelo município de Palmas, que podem estar ocorrendo em prejuízo de serviços públicos essenciais, como os das áreas de saúde, educação e assistência social.

Os documentos citam que o contrato firmado pelo governo estadual em março de 2016 prevê gasto anual na ordem de R$ 41 milhões com serviços de publicidade, a serem executados por cinco agências. Quanto ao município, um contrato assinado em 2015 e prorrogado em 2016 prevê gastos de R$ 12 milhões nos dois anos, sendo o serviço executado por uma única agência (leia mais aqui).

De acordo com a nota do governo estadual, "a Secom do Tocantins, por determinação do governador Marcelo Miranda, reduziu drasticamente os gastos com publicidade e esta gestão está registrando, proporcionalmente, os menores investimentos em publicidade da história do Tocantins". "O Governo do Estado adotou essa medida em função da necessidade de priorizar áreas que enfrentam situação grave e que precisam de recursos para prestar melhores serviços para a comunidade", diz o texto.
 
 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247