Secretária negra defende Mauro: 'Ele não foi racista'

Titular da Secretaria Municipal da Reparação, Ivete Caldas diz que Mauro Ricardo (Fazenda) não foi racista quando lamentou não poder mais "botar os devedores no pelourinho para poder pagar suas dívidas" com IPTU; mas Ivete deixa claro que não quer entrar em rota de colisão com o colega; "Eu sou maluca de me meter nisso? Ele mesmo vai dizer que não teve nenhuma intenção de ser racista. Se você vincula a fala dele ao objeto de reparação, você vai estar reafirmando tudo que os políticos de lá (da oposição) estão dizendo"

Titular da Secretaria Municipal da Reparação, Ivete Caldas diz que Mauro Ricardo (Fazenda) não foi racista quando lamentou não poder mais "botar os devedores no pelourinho para poder pagar suas dívidas" com IPTU; mas Ivete deixa claro que não quer entrar em rota de colisão com o colega; "Eu sou maluca de me meter nisso? Ele mesmo vai dizer que não teve nenhuma intenção de ser racista. Se você vincula a fala dele ao objeto de reparação, você vai estar reafirmando tudo que os políticos de lá (da oposição) estão dizendo"
Titular da Secretaria Municipal da Reparação, Ivete Caldas diz que Mauro Ricardo (Fazenda) não foi racista quando lamentou não poder mais "botar os devedores no pelourinho para poder pagar suas dívidas" com IPTU; mas Ivete deixa claro que não quer entrar em rota de colisão com o colega; "Eu sou maluca de me meter nisso? Ele mesmo vai dizer que não teve nenhuma intenção de ser racista. Se você vincula a fala dele ao objeto de reparação, você vai estar reafirmando tudo que os políticos de lá (da oposição) estão dizendo" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O cenário político soteropolitano continua fervendo por conta de declaração do secretário da Fazenda de Salvador, Mauro Ricardo Costa, apontada pela oposição ao prefeito ACM Neto (DEM) como de cunho racista.

Em entrevista a uma rádio local, o secretário tucano 'importado' de São Paulo lamentou não poder mais "botar os devedores no pelourinho para poder pagar suas dívidas". As dívidas aos quais Mauro se referiu são os débitos de cidadãos inadimplentes com o IPTU (Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana).

Mas nem todos julgaram a fala do secretário como racista. Nem mesmo os negros. Ex-reitora da Uneb (Universidade do Estado da Bahia), a secretária municipal da Reparação, Ivete Caldas, disse em entrevista ao site Bahia Notícias que ele "não teve intenção de ser racista".

Contudo, Ivete deixou claro que não quer entrar em rota de colisão com o colega. "Eu sou maluca de me meter nisso? Ele mesmo vai dizer que não teve nenhuma intenção de ser racista. Se você vincula a fala dele ao objeto de reparação, você vai estar reafirmando tudo que os políticos de lá (da oposição) estão dizendo".

Pelourinho é o nome dado a colunas feitas de pedra ou madeira nas praças onde os escravos e criminosos eram amarrados para serem agredidos no período colonial.

Mauro Ricardo causa turbulência na gestão de ACM Neto desde o final do ano passado, após estourar em nível nacional a chamada máfia do ISS de São Paulo, esquema de desvio de dinheiro arrecadado na gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD). Mauro era secretário de Finanças da capital paulista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email