Secretaria: situação em presídio está sob controle

O secretário de Segurança Pública, coronel Edson Costa, informou na noite de quinta-feira que a situação em relação ao tumulto registrado na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, está sob absoluto controle; na tarde de ontem, grupos rivais se enfrentaram no presídio e cinco presos morreram, entre eles Thiago Topete, considerado um dos maiores e mais perigosos traficantes de Goiânia; “Mortes e ferimentos são decorrência da ação dos próprios presos. Nada foi causado pela intervenção de forças policiais que atuam no local”, disse Costa

O secretário de Segurança Pública, coronel Edson Costa, informou na noite de quinta-feira que a situação em relação ao tumulto registrado na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, está sob absoluto controle; na tarde de ontem, grupos rivais se enfrentaram no presídio e cinco presos morreram, entre eles Thiago Topete, considerado um dos maiores e mais perigosos traficantes de Goiânia; “Mortes e ferimentos são decorrência da ação dos próprios presos. Nada foi causado pela intervenção de forças policiais que atuam no local”, disse Costa
O secretário de Segurança Pública, coronel Edson Costa, informou na noite de quinta-feira que a situação em relação ao tumulto registrado na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, está sob absoluto controle; na tarde de ontem, grupos rivais se enfrentaram no presídio e cinco presos morreram, entre eles Thiago Topete, considerado um dos maiores e mais perigosos traficantes de Goiânia; “Mortes e ferimentos são decorrência da ação dos próprios presos. Nada foi causado pela intervenção de forças policiais que atuam no local”, disse Costa (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), coronel Edson Costa, informou na noite de quinta-feira (23/02), que a situação em relação ao tumulto registrado na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, está sob absoluto controle. Ele também tranquilizou a população a respeito de áudios divulgados em redes sociais e no aplicativo WhatsApp, com supostas ameaças de crimes em Goiânia. “São fraudulentos. Pessoas inescrupulosas querem deixar a sociedade em pânico. As forças policiais estão nas ruas para combater qualquer indício de criminalidade”.

O secretário relatou que os acontecimentos na unidade prisional tiveram início com desavenças entre alas de presos, o que resultou na morte de cinco detentos: Thiago César de Souza (conhecido como Thiago Topete), Willian Seixas Silva Barbosa – o Tomate -, Alexandre Batista França e outros dois ainda não identificados.

Outros 35 detentos ficaram feridos e foram prontamente conduzidos para unidades hospitalares. Desses, 11 já estão de volta no presídio. “Mortes e ferimentos são decorrência da ação dos próprios presos. Nada foi causado pela intervenção de forças policiais que atuam no local”, disse.

Não há nenhum refém em poder dos detentos. De acordo com o secretário da SSPAP, forças policiais e servidores da Superintendência de Administração Penitenciária (Seap) promovem extensa varredura à procura de objetos ilícitos nas celas. Duas armas foram encontradas em poder dos detentos.

Para garantir a segurança de presos e servidores, além de socorrer as vítimas, a Seap solicitou apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Também estão no local equipes das polícias Civil e Técnico-Científica, que atuam nas investigações e perícias. Ainda na entrevista coletiva, o secretário da SSPAP destacou que os fatos registrados na unidade prisional não possuem relação alguma com rebeliões em outros estados.

“Quem infringir a lei será detido”

Ao desmentir boatos em redes sociais, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Edson Costa, destacou que todas as forças especiais da Polícia Militar estão nas ruas da Capital. “Não haverá trégua para a criminalidade e quem infringir a lei será detido”, destaca.

Comandante-geral da corporação, coronel Divino Alves, também garantiu que não há veracidade nos áudios distribuídos pelo WhatsApp. “Infelizmente, algumas pessoas estão preocupadas em espalhar boatos para aterrorizar a população. Asseguro a todos que a PM permanecerá nas ruas realizando policiamento cada vez mais ostensivo”, disse.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247