Secretário de Íris denuncia indústria do voto na saúde

O secretário particular do prefeito Íris Rezende, Carlos Júnior, participou ao vivo do programa O Mundo em Sua Casa nesta quarta-feira (23), na nova RBC; em entrevista, o presidente metropolitano do MDB falou sobre a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da saúde e denunciou a chamada "indústria do voto"; ao ser questionado sobre o relatório do vereador Elias Vaz (PSB), Carlos Júnior afirmou que a “indústria do voto" na secretaria municipal de Saúde vem de outras gestões; “Sou presidente do MDB e tinham deputados nossos que tinham os famosos check-in aqui em Goiânia", disse

O secretário particular do prefeito Íris Rezende, Carlos Júnior, participou ao vivo do programa O Mundo em Sua Casa nesta quarta-feira (23), na nova RBC; em entrevista, o presidente metropolitano do MDB falou sobre a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da saúde e denunciou a chamada "indústria do voto"; ao ser questionado sobre o relatório do vereador Elias Vaz (PSB), Carlos Júnior afirmou que a “indústria do voto" na secretaria municipal de Saúde vem de outras gestões; “Sou presidente do MDB e tinham deputados nossos que tinham os famosos check-in aqui em Goiânia", disse
O secretário particular do prefeito Íris Rezende, Carlos Júnior, participou ao vivo do programa O Mundo em Sua Casa nesta quarta-feira (23), na nova RBC; em entrevista, o presidente metropolitano do MDB falou sobre a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da saúde e denunciou a chamada "indústria do voto"; ao ser questionado sobre o relatório do vereador Elias Vaz (PSB), Carlos Júnior afirmou que a “indústria do voto" na secretaria municipal de Saúde vem de outras gestões; “Sou presidente do MDB e tinham deputados nossos que tinham os famosos check-in aqui em Goiânia", disse (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O secretário particular do prefeito Íris Rezende, Carlos Júnior, participou ao vivo do programa O Mundo em Sua Casa nesta quarta-feira (23/5), na nova RBC. Em entrevista, o presidente metropolitano do MDB falou sobre a Comissão Especial de Inquérito (CEI) da saúde e denunciou a chamada "indústria do voto".

Ao ser questionado sobre o relatório do vereador Elias Vaz (PSB), Carlos Júnior afirmou que a “indústria do voto" na secretaria municipal de Saúde vem de outras gestões. “Sou presidente do MDB e tinham deputados nossos que tinham os famosos check-in aqui em Goiânia", disse.

O secretário ainda afirmou que, por conta do fim da "indústria do voto" na saúde, a secretária criou uma certa indisposição com muitos vereadores. Sobre a polêmica envolvendo a morte de pessoas nas filas de espera de UTI's, Carlos Júnior afirma que Fátima Mrué já prestou depoimento ao delegado e "que no final de todo processo nós vamos ver quem está com a razão. Se é a prefeitura ou os vereadores", finalizou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247