Secretário diz que não fará mudança na cúpula

O secretário de Segurança Pública, coronel Lima Junior, declarou que não haverá mudança na cúpula da segurança do estado de Alagoas; para ele, não há motivos para realizar mudanças porque todos os gestores estão trabalhando bem e obtendo "resultados satisfatórios no combate à criminalidade"

O secretário de Segurança Pública, coronel Lima Junior, declarou que não haverá mudança na cúpula da segurança do estado de Alagoas; para ele, não há motivos para realizar mudanças porque todos os gestores estão trabalhando bem e obtendo "resultados satisfatórios no combate à criminalidade"
O secretário de Segurança Pública, coronel Lima Junior, declarou que não haverá mudança na cúpula da segurança do estado de Alagoas; para ele, não há motivos para realizar mudanças porque todos os gestores estão trabalhando bem e obtendo "resultados satisfatórios no combate à criminalidade" (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O secretário de Segurança Pública, coronel Lima Junior, declarou, na tarde desta terça-feira (29), em entrevista à Rádio Gazeta, que não haverá mudança na cúpula da segurança do estado de Alagoas. Ele revelou que, ao assumir o cargo, encontrou diversos servidores motivados para dar continuidade ao trabalho do promotor Alfredo Gaspar no combate ao crime. 

De acordo com o secretário, não há motivos para realizar mudanças na cúpula da Segurança Pública porque todos os gestores estão trabalhando bem e obtendo "resultados satisfatórios no combate à criminalidade". 

Ele destacou ainda que o objetivo da sua gestão é assegurar a continuidade do trabalho de redução dos crimes que, ao longo dos últimos 14 meses, aponta para a diminuição no número de homicídios em vários municípios de Alagoas. 

Com relação à morte dos irmãos Josenildo e Josivaldo Ferreira, ocorrida na última sexta-feira após abordagem policial no bairro do Village, o secretário disse que vem prestando apoio aos militares feridos, bem como aos familiares dos adolescentes.

Segundo Lima Jr., só ao final do inquérito policial é que se terá a certeza do que, de fato, aconteceu durante a abordagem "Temos duas situações: familiares apontando abuso e militares feridos. Toda a situação será alvo de investigação", complementou. 

Sobre o nome que deve substituí-lo no Comando da Polícia Militar de Alagoas, Lima Júnior disse que já fez a indicação e o nome ainda é avaliado pelo governador Renan Filho (PMDB). Quem deve assumir o comando geral é o coronel Marcos Sampaio, que hoje atua no Comando de Policiamento da Capital (CPC). O secretário destacou ainda que  uma delegada deve ser confirmada como adjunta na pasta da Segurança. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247