Secretário instala gabinete no Hospital Geral

O secretário de Saúde do Estado de Alagoas, Christian Teixeira, instalou no Hospital Geral do Estado (HGE) um gabinete para acompanhar e fazer uma avaliação completa da situação da unidade; medida busca agilizar o atendimento às demandas relacionadas ao hospital e traçar estratégias para enfrentar as dificuldades, como falta de macas, ausência de leitos e equipamentos com defeitos

O secretário de Saúde do Estado de Alagoas, Christian Teixeira, instalou no Hospital Geral do Estado (HGE) um gabinete para acompanhar e fazer uma avaliação completa da situação da unidade; medida busca agilizar o atendimento às demandas relacionadas ao hospital e traçar estratégias para enfrentar as dificuldades, como falta de macas, ausência de leitos e equipamentos com defeitos
O secretário de Saúde do Estado de Alagoas, Christian Teixeira, instalou no Hospital Geral do Estado (HGE) um gabinete para acompanhar e fazer uma avaliação completa da situação da unidade; medida busca agilizar o atendimento às demandas relacionadas ao hospital e traçar estratégias para enfrentar as dificuldades, como falta de macas, ausência de leitos e equipamentos com defeitos (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - O secretário de Saúde do Estado de Alagoas, Christian Teixeira, instalou, nesta quinta-feira (3), no Hospital Geral do Estado (HGE) um gabinete para acompanhar e fazer uma avaliação completa da situação da unidade. Algumas determinações já foram despachadas do hospital. 

A medida, segundo o secretário, busca agilizar o atendimento às demandas relacionadas ao hospital e traçar estratégias para enfrentar as dificuldades, como falta de macas, ausência de leitos e equipamentos com defeitos. "Eu tenho o costume de acompanhar de perto as coisas que tenho a atribuição de fazer e, em todas as visitas que fiz ao HGE, observei que está faltando gestão. Muitas coisas deixam de funcionar não por falta de recurso, mas por falta de administração". 

O secretário destaca que o hospital é referência em Alagoas em várias especialidades de urgência e emergência, como o tratamento de AVC isquêmico, e que, com o apoio do governador Renan Filho (PMDB), tem buscado alternativas para enfrentar os problemas relatados.

"O gestor, por mais boa vontade que ele tenha, se ele não conhecer de perto. Precisa de um olhar mais próximo do setor, ouvir as demandas da população. Comecei pelo HGE, mas quero acompanhar a realidade de todos os hospitais do estado", disse Teixeira.

Uma situação recorrente no HGE é a superlotação. Em muitos casos, as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ficaram paradas na porta do hospital por falta de macas, mas, de acordo com o secretário, o problema do HGE não é falta de macas.

"O HGE passou 40 anos sem receber investimento e a população dobrou, sobrecarregando o hospital. Cerca de 75% da demanda de atendimento da unidade é, principalmente, de casos clínicos, que poderiam ser atendidos na Atenção Básica",informou. Teixeira disse ainda que está buscando mais leitos de retaguarda na iniciativa privada, em hospitais conveniados ao SUS, visando desafogar o maior hospital público de Alagoas. Além, de um processo licitatório em curso para adquirir novas macas e estruturar as instalações da unidade. 

O secretário destaca ainda que, atuando dentro do HGE, consegue ouvir as demandas dos pacientes e acompanhantes para buscar soluções. "Estamos buscando resolver as coisas com maior celeridade. As principais queixas são a superlotação, o desabastecimento e até a demora na entrega dos medicamentos. Uma das primeiras determinações foi comprar cadeiras para acabar com as filas dos acompanhantes nos corredores e garantir o mínimo de conforto", disse. 

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247