SED lança cursos que integram ações do Inova Goiás

Objetivo é capacitar 200 trabalhadores de TI para o APLTI, que é uma das rotas de inovação do programa Inova Goiás, até junho do próximo ano para atender às necessidades das cerca de 600 empresas vinculadas ao arranjo produtivo em Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia; cursos são totalmente gratuitos, com duração de 40 horas e dois horários de aulas: um de 18h30 a 22h30, nos dias úteis; e outro de 8h a 18h, aos sábados

Objetivo é capacitar 200 trabalhadores de TI para o APLTI, que é uma das rotas de inovação do programa Inova Goiás, até junho do próximo ano para atender às necessidades das cerca de 600 empresas vinculadas ao arranjo produtivo em Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia; cursos são totalmente gratuitos, com duração de 40 horas e dois horários de aulas: um de 18h30 a 22h30, nos dias úteis; e outro de 8h a 18h, aos sábados
Objetivo é capacitar 200 trabalhadores de TI para o APLTI, que é uma das rotas de inovação do programa Inova Goiás, até junho do próximo ano para atender às necessidades das cerca de 600 empresas vinculadas ao arranjo produtivo em Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia; cursos são totalmente gratuitos, com duração de 40 horas e dois horários de aulas: um de 18h30 a 22h30, nos dias úteis; e outro de 8h a 18h, aos sábados (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED) realiza dois cursos destinados a trabalhadores de empresas do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação (APLTI) nos polos de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia: o de Gestão e Inovação e o de Gestão de Projetos. São cursos totalmente gratuitos, com duração de 40 horas e dois horários de aulas: um de 18h30 a 22h30, nos dias úteis; e outro de 8h a 18h, aos sábados.

Os cursos integram o Programa de Capacitação do APLTI que é coordenado pela Superintendência de Desenvolvimento Tecnológico, Inovação e Fomento à Tecnologia da Informação da SED e que teve início em 2013. O objetivo é capacitar 200 trabalhadores de TI para o APLTI, que é uma das rotas de inovação do programa Inova Goiás, até junho do próximo ano para atender às necessidades das cerca de 600 empresas vinculadas ao arranjo produtivo nas três cidades-polo. Até agora, 60 pessoas já foram capacitadas no curso de Gestão e Inovação. O curso de Gestão de Projetos é novo.

Novas turmas
Quem optar em fazer os cursos aos sábados vai concluir a jornada em cinco sábados seguidos, ou seja, em menos de dois meses. Os que quiserem fazer o curso de segunda a sexta-feira, à noite, vão concluir a capacitação em dez dias. Desta vez, a SED está disponibilizando 60 vagas para cada curso, sendo 20 em cada polo.

Duas turmas de Gestão de Projetos estão completas a de Goiânia e a de Aparecida de Goiânia. As aulas tiveram início nesta segunda-feira (21) para os que optaram pelo curso noturno, e no próximo sábado (26) para os que vão fazer a capacitação no fim de semana. Mas, ainda há vagas para as turmas de Anápolis.

As turmas do curso de Gestão e Inovação ainda estão sendo formadas e as aulas começam na próxima segunda-feira, dia 28.

A Superintendência de Desenvolvimento Tecnológico, Inovação e Fomento à Tecnologia da Informação da SED informa que, ao completar as turmas, os que preencherem o formulário de inscrição terão seus dados armazenados num banco de inscrições para os futuros cursos.

Para se inscrever, a pessoa interessada deve preencher o formulário de inscrição no endereço: http://goo.gl/forms/7xgPj3PrPn. Em caso de dúvidas, ligue: (62) 3201 5430 (André Luiz).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247