Sede do PT de Mogi Mirim é atacada

Vândalos invadiram e picharam o local, com frases e símbolos nazistas e ofensas ao ex-presidente Lula; Em nota, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffman, lamentou o fato e disse que "A violência política e o ódio social crescem num ambiente de exceção como este que se configura no país, desde o Golpe de 2016"

Vândalos invadiram e picharam o local, com frases e símbolos nazistas e ofensas ao ex-presidente Lula; Em nota, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffman, lamentou o fato e disse que "A violência política e o ódio social crescem num ambiente de exceção como este que se configura no país, desde o Golpe de 2016"
Vândalos invadiram e picharam o local, com frases e símbolos nazistas e ofensas ao ex-presidente Lula; Em nota, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffman, lamentou o fato e disse que "A violência política e o ódio social crescem num ambiente de exceção como este que se configura no país, desde o Golpe de 2016" (Foto: Charles Nisz)

Revista Fórum - A sede do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mogi Mirim, município da região leste de São Paulo, foi alvo da ação de vândalos. O local foi invadido e pichado com frases e símbolos nazistas, além de ofensas ao ex-presidente Lula, da mesma forma que ocorreu com a residência do presidente do PT local, Ernani Gragnanello. A Executiva Nacional do partido, em solidariedade, divulgou uma nota de repúdio ao ato fascista, assinada pela presidenta Gleisi Hoffmann.

Acompanhe a íntegra da nota:
Em nome da Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores, manifesto a mais irrestrita solidariedade ao nosso Diretório Municipal de Mogi Mirim e ao seu presidente, companheiro Ernani Luiz Donatti Gragnanello diante do ataque fascista à nossa sede partidária e à residência de nosso dirigente neste último dia 26.

A grotesca pichação de símbolos nazistas e frases difamatórias contra Lula e o PT constituem crime a ser apurado pelas autoridades competentes do Estado de São Paulo. Acionaremos nossas bancadas paulistas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa para que cobrem do Governador Geraldo Alckmin, de seu Secretário de Segurança Pública e do Procurador-Geral de Justiça imediatas providências para a identificação dos autores desse atentado e sua responsabilização perante a Justiça.

A violência política e o ódio social crescem num ambiente de exceção como este que se configura no país, desde o Golpe de 2016. A luta do PT por democracia e pelo direito de Lula ser candidato à Presidência da República visa uma saída democrática para a atual crise brasileira. Não podemos tolerar que truculência e arbítrio substituam a política e o diálogo como instrumentos de construção do bem comum e da Justiça.

Ao PT de Mogi Mirim e ao companheiro Ernani e família, nosso desagravo e solidariedade. Justiça e respeito sejam assegurados a quem luta pela democracia, como vocês!

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT


Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247