Seis deputados federais do Ceará devem votar para salvar Temer

Dos 22 deputados federais do Ceará, apenas seis haviam registrado presença, na tarde de hoje, na segunda tentativa de colocar em votação o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da autorização ao STF para abrir processo por crime comum, contra Michel Temer e os ministros  Eliseu Padinha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Pela manhã, devido à falta de quórum, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, teve que encerrar a sessão. Para o deputado José Guimarães (PT-CE), líder da minoria, "foi uma estratégia vitoriosa de todos os partidos da oposição". O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou nova sessão com a mesma pauta para as 14h30m. No meio da tarde, os governistas conseguiram atingir o quórum

Dos 22 deputados federais do Ceará, apenas seis haviam registrado presença, na tarde de hoje, na segunda tentativa de colocar em votação o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da autorização ao STF para abrir processo por crime comum, contra Michel Temer e os ministros  Eliseu Padinha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Pela manhã, devido à falta de quórum, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, teve que encerrar a sessão. Para o deputado José Guimarães (PT-CE), líder da minoria, "foi uma estratégia vitoriosa de todos os partidos da oposição". O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou nova sessão com a mesma pauta para as 14h30m. No meio da tarde, os governistas conseguiram atingir o quórum
Dos 22 deputados federais do Ceará, apenas seis haviam registrado presença, na tarde de hoje, na segunda tentativa de colocar em votação o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da autorização ao STF para abrir processo por crime comum, contra Michel Temer e os ministros  Eliseu Padinha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Pela manhã, devido à falta de quórum, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, teve que encerrar a sessão. Para o deputado José Guimarães (PT-CE), líder da minoria, "foi uma estratégia vitoriosa de todos os partidos da oposição". O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou nova sessão com a mesma pauta para as 14h30m. No meio da tarde, os governistas conseguiram atingir o quórum (Foto: Fatima 247)

Ceara 247 - Dos 22 deputados federais do Ceará, apenas seis registraram presença, na tarde de hoje, na segunda tentativa de colocar em votação o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), já aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, que recomenda a rejeição da autorização ao Supremo para abrir processo por crime comum, contra Michel Temer e os ministros  Eliseu Padinha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Registraram presença Danilo Forte (PSB), Gorete Pereira (PR), Moses Rodrigues (PMDB), Raimundo Gomes de Matos (PSDB), Ronaldo Martins (PRB) e Vaidon Oliveira (PROS).

A estratégia da oposição era não permitir que fosse atingido o quórum mínimo de 342 deputados presentes e manter o presidente refém das graves denúncias feitas pelo Ministério Público. Pela manhã, devido à falta de quórum, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, encerrou a sessão na qual estava sendo analisada a autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF). Para o deputado José Guimarães (PT-CE), líder da minoria, "foi uma estratégia vitoriosa de todos os partidos da oposição, conseguimos assegurar que 191 deputados não votassem, o que obrigou o governo a fazer nova sessão”, declarou o deputado. 

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou nova sessão com a mesma pauta para as 14h30m. No meio da tarde, os governistas conseguiram atingir o quórum.

Acompanhe a sessão ao vivo: www.youtube.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247