Seis pernambucanos serão investigados a pedido de Fachin

Seis políticos pernambucanos serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), conforme determinação do relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin; foi solicitada abertura de investigações contra oito ministros, dentre eles o das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), além dos senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Humberto Costa (PT-PE) e os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Betinho Gomes (PSDB-PE); ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia também será investigado

Seis políticos pernambucanos serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), conforme determinação do relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin; foi solicitada abertura de investigações contra oito ministros, dentre eles o das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), além dos senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Humberto Costa (PT-PE) e os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Betinho Gomes (PSDB-PE); ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia também será investigado
Seis políticos pernambucanos serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), conforme determinação do relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin; foi solicitada abertura de investigações contra oito ministros, dentre eles o das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), além dos senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Humberto Costa (PT-PE) e os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Betinho Gomes (PSDB-PE); ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia também será investigado (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Sete políticos pernambucanos serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), conforme determinação do relator da Lava Jato na Corte, ministro Edson Fachin. Além deles, foram solicitadas abertura de investigações contra oito ministros, dentre eles o das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE) e outros 66 parlamentares, incluindo os senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Humberto Costa (PT-PE) e os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Betinho Gomes (PSDB-PE). O ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia também será investigado. Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff também serão alvo de investigações. Apesar de aparecer nas delações, Michel Temer não será investigado por possuir imunidade referente ao cargo.

Os pedidos de investigação foram feitos com base no conteúdo das delações premiadas de 78 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht que resultaram em 108 alvos a serem investigados em 83 inquéritos. Os crimes mais frequentes citados nas delações são os de corrupção passiva e ativa, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, formação de cartel e fraudes em licitações.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247