Sem espaço, Doria já aceita até ser vice de Alckmin

Depois que viu a candidatura a presidente da República transformar-se em farinata, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vê com seriedade a possibilidade de ser o vice de Geraldo Alckmin na eleição presidencial de 2018; aliados de Alckmin têm dúvidas e acham que o vice deveria ser de fora de São Paulo –e principalmente ter menos expressão nacional  

Depois que viu a candidatura a presidente da República transformar-se em farinata, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vê com seriedade a possibilidade de ser o vice de Geraldo Alckmin na eleição presidencial de 2018; aliados de Alckmin têm dúvidas e acham que o vice deveria ser de fora de São Paulo –e principalmente ter menos expressão nacional
 
Depois que viu a candidatura a presidente da República transformar-se em farinata, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vê com seriedade a possibilidade de ser o vice de Geraldo Alckmin na eleição presidencial de 2018; aliados de Alckmin têm dúvidas e acham que o vice deveria ser de fora de São Paulo –e principalmente ter menos expressão nacional   (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - Depois que viu a candidatura a presidente da República transformar-se em farinata, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vê com seriedade a possibilidade de ser o vice de Geraldo Alckmin na eleição presidencial de 2018

Segundo a coluna Painel, da Folha, Doria analisa que a aliança seria "estratégica" e que poderia catapultar o PSDB na eleição presidencial. Já aliados de Alckmin têm dúvidas. Acham que o vice deveria ser de fora de São Paulo, principalmente ter menos expressão nacional, além de estarem ressentidos pela traição explícita de Doria a Alckmin na disputa pela indicação do PSDB para a candidatura.

O grupo do governador acredita que o partido terá uma definição sobre quem será o candidato ao Planalto até a convenção nacional do PSDB, em dezembro. Alckmin e Doria vão manter a agenda de viagens.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247