Semana Santa vai gerar mais de R$ 89 milhões

Estimativa feita pelo Ministério do Turismo revela que o feriado de Páscoa deve gerar R$ 89,1 milhões; projeção foi feita tendo com base dados como gasto médio e frequência de viagens em feriados nacionais; somados todos os estados, serão movimentados R$ 3,68 bilhões em cerca de 2 milhões de viagens internas

Estimativa feita pelo Ministério do Turismo revela que o feriado de Páscoa deve gerar R$ 89,1 milhões; projeção foi feita tendo com base dados como gasto médio e frequência de viagens em feriados nacionais; somados todos os estados, serão movimentados R$ 3,68 bilhões em cerca de 2 milhões de viagens internas
Estimativa feita pelo Ministério do Turismo revela que o feriado de Páscoa deve gerar R$ 89,1 milhões; projeção foi feita tendo com base dados como gasto médio e frequência de viagens em feriados nacionais; somados todos os estados, serão movimentados R$ 3,68 bilhões em cerca de 2 milhões de viagens internas (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Os turistas que viajam nesta Páscoa devem gerar R$ 89,1 milhões à economia de Alagoas, movimentando o mercado doméstico de viagens. Este valor deve ser gasto em 31,4 mil viagens, considerando deslocamentos por avião, ônibus e carro. A projeção foi feita pelo Ministério do Turismo e se baseou em dados como gasto médio e frequência de viagens em feriados nacionais. O gasto médio pelo país nos quatro dias de folga será de R$ 1.712.

Somados todos os estados, serão movimentados R$ 3,68 bilhões em cerca de 2 milhões de viagens internas. Os três estados que mais devem arrecadar com o turismo de Páscoa são São Paulo (R$ 570,1 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 489,3 milhões) e Bahia (R$ 310,1 milhões). Apenas São Paulo deve registrar 407 mil viagens, seguido por Rio de Janeiro (174 mil) e Bahia (163 mil). 

A movimentação revela o interesse do brasileiro pelo próprio país. De acordo com o boletim mensal que monitora a intenção de viagem em sete capitais do país, 70,2% dos entrevistados que manifestaram a intenção de viajar pelos próximos seis meses o farão por algum destino turístico nacional.

Os feriados impulsionam a economia turística e geram impacto em diversos setores, de acordo com o ministro Vinicius Lages. “O turismo contribui para o faturamento da indústria de automóveis, setor aéreo, bares e restaurantes, hotelaria e serviços”, afirma. 

Segundo ele, para tornar os destinos mais competitivos, é preciso investir em qualidade e inovação, pois, só assim, reforça Lages, gera-se demanda para que o setor se torne mais sustentável e forte economicamente.

Com gazetaweb.com e assessoria

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247