Senador do Pará critica decisão da Vale de implantar siderúrgica no Ceará

Jader Barbalho (PMDB) disse estar perplexo com a assinatura do contrato, e ressaltou que todos os estados precisam ter asseguradas condições mínimas de desenvolvimento, sobretudo o Pará, seu estado de origem, que forma a maior província mineral do país

Discussão da proposta que estabelece o voto aberto em todas as decisões do Legislativo (PEC 43/13): senador Jader Barbalho (PMDB-PA) defende a manutenção do voto secreto e alerta para "dependência do Legislativo ao Executivo"
Discussão da proposta que estabelece o voto aberto em todas as decisões do Legislativo (PEC 43/13): senador Jader Barbalho (PMDB-PA) defende a manutenção do voto secreto e alerta para "dependência do Legislativo ao Executivo" (Foto: Renata Paiva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) criticou a recente assinatura de contrato entre a Vale e um banco da Coréia do Sul, que concede US$ 2 bilhões à empresa brasileira para implantaçao de siderúrgica do Pecém, no Ceará.

Jader disse estar perplexo com a assinatura do contrato, e ressaltou que todos os estados precisam ter asseguradas condições mínimas de desenvolvimento, sobretudo o Pará, que forma a maior província mineral do país.

O senador cobrou a conclusão de diversos empreendimentos no Pará, entre eles uma siderúrgica em Marabá, que teve seu projeto arquivado pela Vale, e o Pedral do Lourenço, que vai ampliar a navegabilidade no Rio Tocantins.

— Relações de troca tão desiguais não podem perdurar por mais tempo. O Pará não pode continuar sendo tratado impunemente como objeto de esbulho e espoliação, sob o risco de perpetuar sua situação de pobreza, ante as decisões socialmente perversas, tributariamente ilógicas e destituídas de qualquer racionalidade econômica — protestou o senador.

Com informações do Senado

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247