Sergipe atrai R$ 5 bilhões em investimentos neste ano

O governo de Sergipe informou que em 2016 foram instaladas 46 novas indústrias que receberam os incentivos fiscais do governo, com investimentos de mais de R$ 5 bilhões e gerando mais de 2.700 empregos diretos durante a implantação da empresa e 1.192 colocações ao iniciar a produção; atualmente, Sergipe conta com 27 distritos e polos industriais; para ampliar os investimentos, o governo disse que está construindo mais 27 novos galpões industriais, com investimentos de R$ 5,6 milhões e previsão de geração de 405 empregos diretos

O governo de Sergipe informou que em 2016 foram instaladas 46 novas indústrias que receberam os incentivos fiscais do governo, com investimentos de mais de R$ 5 bilhões e gerando mais de 2.700 empregos diretos durante a implantação da empresa e 1.192 colocações ao iniciar a produção; atualmente, Sergipe conta com 27 distritos e polos industriais; para ampliar os investimentos, o governo disse que está construindo mais 27 novos galpões industriais, com investimentos de R$ 5,6 milhões e previsão de geração de 405 empregos diretos
O governo de Sergipe informou que em 2016 foram instaladas 46 novas indústrias que receberam os incentivos fiscais do governo, com investimentos de mais de R$ 5 bilhões e gerando mais de 2.700 empregos diretos durante a implantação da empresa e 1.192 colocações ao iniciar a produção; atualmente, Sergipe conta com 27 distritos e polos industriais; para ampliar os investimentos, o governo disse que está construindo mais 27 novos galpões industriais, com investimentos de R$ 5,6 milhões e previsão de geração de 405 empregos diretos (Foto: Leonardo Lucena)

Sergipe 247 - O governo de Sergipe informou que em 2016 foram instaladas 46 novas indústrias que receberam os incentivos fiscais do governo, com investimentos de mais de R$ 5 bilhões e gerando mais de 2.700 empregos diretos durante a implantação da empresa e 1.192 colocações ao iniciar a produção. Atualmente, Sergipe conta com 27 distritos e polos industriais.  

Para ampliar os investimentos, o governo disse que está construindo mais 27 novos galpões industriais, com investimentos de R$ 5,6 milhões e previsão de geração de 405 empregos diretos. Os galpões estão sendo erguidos nos Distritos Industriais de Nossa Senhora do Socorro, com 14 unidades; sete unidades no Distrito de Itabaiana e seis no de Lagarto. 

Cada galpão tem 1.200 metros, sendo 220 metros de edificações. O investimento de cada unidade é de R$ 210 mil. Os recursos são oriundos do Proinveste. As unidades são destinadas às pequenas empresas com capacidade para gerar entre 10 a 20 empregos diretos. 

Para adquirir um galpão industrial em Nossa Senhora do Socorro, já estão inscritos 88 empresários, o que demonstra, de acordo com o presidente da Companhia de Desenvolvimento Industrial de Sergipe (Codise), Rosman Pereira, o interesse dos empreendedores em investir no Estado. Para melhor adequar o Distrito de Socorro, o governo também está duplicando e pavimentando a avenida Perimetral B, que dá acesso ao polo industrial. Os investimentos são de R$ 6,5 milhões. 

Rosman Pereira explicou que para o empresário conseguir autorização para se instalar num galpão, é preciso que o projeto técnico e econômico da empresa esteja alinhado com o Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI). 

Ele disse o PSDI oferece ao empresariado benefícios locacionais, provendo infraestrutura para implantação da indústria, bem como os incentivos fiscais. “Sergipe oferece uma infraestrutura de qualidade, é bem localizado por se encontrar geograficamente entre os dois maiores polos nordestinos – Bahia e Pernambuco -, possui uma malha viária interligando todos os municípios e facilidade de escoamento da produção pela BR 101, uma vez que o Estado é de ponta a ponta cortado por esta rodovia”, acentuou.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Francisco Dantas, destacou o Distrito Industrial de Estância como um dos polos de sucesso na instalação de novas indústrias. Ele citou a indústria de vidros que trouxe com ela outras empresas correlatas que oferecerão a matéria prima. Ressaltou ainda a futura instalação de uma indústria de jeans, que vai gerar inicialmente 250 empregos diretos, podendo chegar a 800 colocações quando estiver operando na sua plenitude. Essa indústria vai produzir mais de um milhão de metros de jeans por ano. 

Um dos maiores empreendimentos industriais, conforme o secretário, é a Indústria Termoelétrica Marcelo Déda, a ser erguida na Barra dos Coqueiros, cuja pedra fundamental foi instalada há menos de um mês pelo governador Jackson Barreto. “O governador se envolveu pessoalmente nas tratativas para trazer essa empresa para Sergipe, cujos investimentos chegam a R$ 5 bilhões e vai gerar mais de 1.500 empregos”, comemorou. 

“Efetivamos ações permanentes de atração de novos investimentos, especialmente neste período de crise em que temos que estimular a economia e ampliar o emprego e a renda dos sergipanos. Oferecemos incentivo fiscal, boa infraestrutura, agilidade nos processos que precisam de aprovação de outros órgãos, enfim, facilitamos, dentro do que está previsto em Lei, a instalação de novos empreendimentos em nosso estado buscando o desenvolvimento e a autonomia econômica”, concluiu Francisco Dantas. 

*Com assessoria
 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247