Sergipe receberá oito novas fábricas

Novos empreendimentos serão instalados nos municípios de Estância, Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro, e produzirão móveis, massa de concreto e argamassa, estrutura pré-moldada, conduítes, confecções e quentinhas; serão cerca de R$ 26,3 milhões de investimentos, que irão gerar 331 novos empregos; novas empresas tiveram seus projetos aprovados durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI) realizado na Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, nesta quinta (29)

Novos empreendimentos serão instalados nos municípios de Estância, Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro, e produzirão móveis, massa de concreto e argamassa, estrutura pré-moldada, conduítes, confecções e quentinhas; serão cerca de R$ 26,3 milhões de investimentos, que irão gerar 331 novos empregos; novas empresas tiveram seus projetos aprovados durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI) realizado na Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, nesta quinta (29)
Novos empreendimentos serão instalados nos municípios de Estância, Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro, e produzirão móveis, massa de concreto e argamassa, estrutura pré-moldada, conduítes, confecções e quentinhas; serão cerca de R$ 26,3 milhões de investimentos, que irão gerar 331 novos empregos; novas empresas tiveram seus projetos aprovados durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI) realizado na Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, nesta quinta (29) (Foto: Valter Lima)

ASN - O programa de incentivos do Governo de Sergipe atraiu mais oito novas empresas para o Estado, sendo novas novas indústrias e uma distribuidora de bebidas. Serão cerca de R$ 26,3 milhões de investimentos, que irão gerar 331 novos empregos. As novas empresas tiveram seus projetos aprovados durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI) realizado na Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), nesta quinta-feira, 29. Os incentivos, fiscais e locacionais, são fruto do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI).

Os novos empreendimentos serão instalados nos municípios de Estância, Laranjeiras e Nossa Senhora do Socorro, e produzirão móveis, massa de concreto e argamassa, estrutura pré-moldada, conduítes, confecções e quentinhas. "A reunião do CDI é um momento de colher resultados alcançados a partir dos esforços do Governo do Estado, em atrair novos investimentos e promover o desenvolvimento sócio econômico de Sergipe", explica o secretário da Sedetec e presidente interino do CDI, Saumíneo Nascimento, acrescentando ainda que o governador Jackson Barreto tem exercido um papel essencial no acompanhamento diário dos empreendimentos prospectados para Sergipe.

Além da Sedetec, participam do CDI órgãos e entidades do Estado como a Federação das Indústrias de Sergipe (Fies), Federação dos Trabalhadores nas Indústrias (Fitese), Banese, Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas (Aseopp), bem como as secretarias de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag); da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (Seagri); da Infraestrutura e do Desenvolvimento Energético Sustentável (Seinfra); da Fazenda (Sefaz); e do Turismo (Setur). O Conselho tem como relator o diretor-presidente da Codise, Roberto Bispo.

Incentivos

Poderão usufruir dos incentivos do Governo de Sergipe os empreendimentos industriais novos ou já instalados e em funcionamento, considerados como necessários e prioritários para o desenvolvimento do Estado pelo CDI. Entende-se por empreendimentos prioritários industriais aqueles que proporcionem ou contribuam para a elevação do nível de emprego e renda; a descentralização econômica e espacial das atividades produtivas; a modernização tecnológica do parque industrial; e a preservação do meio ambiente.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247