Servidores da Educação decidem por greve

Os trabalhadores educação de Maceió decidiram entrar em greve este Mês; motivo é a data-base da categoria, em janeiro, mas até agora nenhum aumento foi concedido pelo município; a partir da quarta-feira (22) as aulas ficarão suspensas por tempo indeterminado

Os trabalhadores educação de Maceió decidiram entrar em greve este Mês; motivo é a data-base da categoria, em janeiro, mas até agora nenhum aumento foi concedido pelo município; a partir da quarta-feira (22) as aulas ficarão suspensas por tempo indeterminado
Os trabalhadores educação de Maceió decidiram entrar em greve este Mês; motivo é a data-base da categoria, em janeiro, mas até agora nenhum aumento foi concedido pelo município; a partir da quarta-feira (22) as aulas ficarão suspensas por tempo indeterminado (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - Durante assembleia realizada nesta terça-feira (14), os trabalhadores da rede municipal de ensino de Maceió decidiram deflagrar greve a partir da quarta-feira, dia 22 de abril. A categoria reivindica um reajuste salarial de 13,01%.

De acordo com a Assessoria de Comunciação do Sindicado dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal), a data-base da categoria é no mês de janeiro, mas como até o momento nenhum aumento foi concedido pelo município, os servidores decidiram cruzar os braços.

Em reunião nessa segunda-feira (13), que não contou com a presença do prefeito Rui Palmeira (PSDB), mas somente com a secretária Municipal de Educação, Ana Dayse Dórea, nenhuma proposta foi apresentada.

"A prefeitura ficou pedindo um prazo e isso foi se arrastando até este mês de abril. Ontem, o prefeito não compareceu à reunião que estava marcada há bastante tempo e a secretária não levou proposta nenhuma para os trabalhadores", destaca a assesoria de comunicação do sindicato.

A partir da quarta-feira (22), as aulas ficarão suspensas por tempo indeterminado. Antes, porém, nesta quarta-feira (15), as escolas estarão fechadas, já que os servidores vão aderir à paralisação nacional contra a terceirização. As unidades de ensino voltam a funcionar na quinta (16) e na sexta-feira (17). Já na segunda (20) e terça-feira (21), estarão novamente fechadas por conta do feriado de Tiradentes.

Com gazetaweb.com

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247