Servidores da Prefeitura protestam na abertura dos trabalhos da CMF

Na solenidade abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), na manhã de hoje, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) realizou um ato público, em protesto contra o pacote de ajustes divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23; o Sindifort é contra o corte de 30% nas despesas com pessoal; o ato também denunciou o aumento das tarifas de ônibus; o prefeito Roberto Cláudio participou da solenidade  

Na solenidade abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), na manhã de hoje, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) realizou um ato público, em protesto contra o pacote de ajustes divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23; o Sindifort é contra o corte de 30% nas despesas com pessoal; o ato também denunciou o aumento das tarifas de ônibus; o prefeito Roberto Cláudio participou da solenidade
 
Na solenidade abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), na manhã de hoje, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) realizou um ato público, em protesto contra o pacote de ajustes divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23; o Sindifort é contra o corte de 30% nas despesas com pessoal; o ato também denunciou o aumento das tarifas de ônibus; o prefeito Roberto Cláudio participou da solenidade   (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Na abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), na manhã de hoje, o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos da Prefeitura de Fortaleza (Sindifort) realizou um ato público, em protesto contra o pacote de ajuste divulgado pela Prefeitura de Fortaleza no último dia 23. O ato também denunciou o aumento das tarifas de ônibus. O prefeito Roberto Cláudio participou da solenidade.

O Sindifort é contra as medidas que anunciaram um corte de 30% nas despesas com pessoal e acusa o prefeito de estar atacando os direitos dos servidores públicos de Fortaleza e tomar medidas que prejudicam a população. O projeto com as medidas deve tramitar imediatamente na Câamara. O prefeito tem uma ampla maioria, bem consolidada e não deve enfrentar problemas para conseguir a aprovação.

Para o prefeito Roberto Cláudio, o corte de despesas é necessário para continuar assegurando serviços à população, pagamento da folha e condições de continuar realizando as obras da sua gestão.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email