Sindicato dos Metalúrgicos do ABC tem água cortada

O abastecimento de água do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, foi cortado na manhã desta sexta-feira, 6; um caminhão-pipa está no local para retomar o abastecimento e, com isso, o trio que fazia parte do protesto terá que sair para dar espaço ao outro veículo. Ainda não há informação oficial sobre o corte de água

O abastecimento de água do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, foi cortado na manhã desta sexta-feira, 6; um caminhão-pipa está no local para retomar o abastecimento e, com isso, o trio que fazia parte do protesto terá que sair para dar espaço ao outro veículo. Ainda não há informação oficial sobre o corte de água
O abastecimento de água do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, foi cortado na manhã desta sexta-feira, 6; um caminhão-pipa está no local para retomar o abastecimento e, com isso, o trio que fazia parte do protesto terá que sair para dar espaço ao outro veículo. Ainda não há informação oficial sobre o corte de água (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O abastecimento de água do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, foi cortado na manhã desta sexta-feira, 6.

Um caminhão-pipa está no local para retomar o abastecimento e, com isso, o trio que fazia parte do protesto terá que sair para dar espaço ao outro veículo. Ainda não há informação oficial sobre o corte de água.

Leia também boletim divulgado no início da tarde pelo Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia:

"1. Lula esteve reunido com as coordenações das frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. Ouviu de Guilherme Boulos e Gilmar Mauro mais que uma mensagem de solidariedade: ouviu que os movimentos sociais estarão com Lula até o fim em sua busca por justiça. Lula é inocente. Os que o condenaram querem impedir o povo brasileiro de levar o seu melhor presidente de volta ao Planalto.

2. As ruas no entorno do sindicato se enchem. Milhares de brasileiros, homens e mulheres, vindos dos quatro cantos do País, se postam em frente ao sindicato histórico, prometendo defender o presidente. Dirigentes de movimentos sociais se revezam no carro de som discursando para o povo que chega.

3. A imprensa internacional desmascara a cobertura parcial e odiosa da mídia brasileira. Jornais do mundo escancaram em suas edições a condenação política do presidente.

4. A família do ex-presidente acompanha tudo ao seu lado. Todos se mostram serenos. Dentro da sede do Sindicato dos Metalúrgicos o clima é de solidariedade e indignação. A bateria do Levante Popular da Juventude toca e canta músicas em protesto contra o pedido de prisão do ex-presidente.

5. Dirigentes políticos do PCdoB, PSol, PCO, PDT e PSB também estão na sede do sindicato e condenaram o pedido de prisão de Lula.

6. A mídia progressista de todo o mundo a faz cobertura alternativa em suas redes.

7. Solidariedade internacional. Diversos líderes mundiais têm expressado sua solidariedade e apoio a Lula, tais como Adolfo Perez Esquivel, Jean-Luc Mélenchon, José Mujica, Rafael Correa, Evo Morales, Nicolás Maduro, Ricardo Lagos, Cristina Kirchner, Fernando Lugo, José Miguel Insulza, Manuel Zelaya e outros.

Comitê Popular em defesa de Lula e da Democracia
#Boletim 02 – 06/04/2018 – 14h30"

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247