Sistema Cantareira começa 2016 registrando alta

O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira começou 2016 com mais uma elevação; de acordo com os dados divulgados pela Sabesp, o Cantareira está nesta sexta-feira (1) com 29,9% de sua capacidade, contra 29,6% do nível registrado na quinta-feira (31) pela manhã; entre os outros cinco mananciais do Estado de São Paulo, três também registraram alta no volume nas últimas 24 horas

O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira começou 2016 com mais uma elevação; de acordo com os dados divulgados pela Sabesp, o Cantareira está nesta sexta-feira (1) com 29,9% de sua capacidade, contra 29,6% do nível registrado na quinta-feira (31) pela manhã; entre os outros cinco mananciais do Estado de São Paulo, três também registraram alta no volume nas últimas 24 horas
O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira começou 2016 com mais uma elevação; de acordo com os dados divulgados pela Sabesp, o Cantareira está nesta sexta-feira (1) com 29,9% de sua capacidade, contra 29,6% do nível registrado na quinta-feira (31) pela manhã; entre os outros cinco mananciais do Estado de São Paulo, três também registraram alta no volume nas últimas 24 horas (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O nível dos reservatórios do Sistema Cantareira começou 2016 com mais uma elevação. De acordo com os dados divulgados pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp), o Cantareira está nesta sexta-feira (1) com 29,9% de sua capacidade, contra 29,6% do nível registrado na quinta-feira (31) pela manhã.

Nessa medição são consideradas as duas cotas do volume morto, mas desde o dia 30, o sistema avançou para o patamar acima do volume morto, que exige bombeamento para retirada e distribuição da água.

Pela medição que desconsidera o volume morto, o nível do Cantareira está nesta sexta-feira em 0,7%, acima do 0,3% registrado nessa quinta-feira (31). O sistema é responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de habitantes da capital, da Região Metropolitana de São Paulo e de parte do interior paulista.

Após 19 meses (um ano e sete meses), o Sistema Cantareira atingiu na quarta-feira (30) o seu volume útil, tendo recuperado o volume morto, água que fica abaixo do nível de captação das comportas. O nível aumentou de 22,4% para 22,6%, percentual equivalente à quantidade de água que existe no sistema em relação à capacidade total de armazenamento, incluindo as duas cotas do volume morto.

Entre os outros cinco mananciais do Estado de São Paulo, três também registraram alta no volume nas últimas 24 horas. O Sistema Alto Tietê tem nesta sexta-feira 23,7%, pouco acima dos 23,6% do volume dessa quinta (31); o Sistema Alto Cotia está em 86,5%, ante 86,1%, na mesma comparação, e o Rio Claro subiu de 71,0% para 71,1%.

Dois mananciais tiveram queda. No Guarapiranga, o declínio foi de 85,9% para 83,3% entre quinta e sexta-feira, e o Rio Grande está com 94,2% de sua capacidade, abaixo dos 94,6%.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247