Só três deputados de Minas aprovam a reforma da Previdência

Apenas três dos 53 deputados federais de Minas Gerais aprovam a proposta de reforma da Previdência, apresentada pelo governo de Michel Temer; é o que aponta uma enquete feita pelo jornal O Tempo; “Sabemos que a reforma da Previdência precisa ser feita, mas o presidente pode realizar cortes em outros setores antes de mexer na aposentadoria”, afirma a deputada federal Brunny (PR-MG)

Apenas três dos 53 deputados federais de Minas Gerais aprovam a proposta de reforma da Previdência, apresentada pelo governo de Michel Temer; é o que aponta uma enquete feita pelo jornal O Tempo; “Sabemos que a reforma da Previdência precisa ser feita, mas o presidente pode realizar cortes em outros setores antes de mexer na aposentadoria”, afirma a deputada federal Brunny (PR-MG)
Apenas três dos 53 deputados federais de Minas Gerais aprovam a proposta de reforma da Previdência, apresentada pelo governo de Michel Temer; é o que aponta uma enquete feita pelo jornal O Tempo; “Sabemos que a reforma da Previdência precisa ser feita, mas o presidente pode realizar cortes em outros setores antes de mexer na aposentadoria”, afirma a deputada federal Brunny (PR-MG) (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Apenas três dos 53 deputados federais de Minas Gerais aprovam a proposta de reforma da Previdência, apresentada pelo governo de Michel Temer na noite de quarta-feira (22). É o que aponta uma enquete feita pelo jornal O Tempo. Trinta parlamentar votarão contra a projeto. Dos 11 que não se posicionaram, seis disseram que estão analisando a proposta, e cinco não souberam responder por estarem indecisos. Nove não retornaram as tentativas de contato feita pelo veículo mineiro.

“Sabemos que a reforma da Previdência precisa ser feita, mas o presidente pode realizar cortes em outros setores antes de mexer na aposentadoria”, afirma a deputada federal Brunny (PR-MG).

O clima contrário à proposta na bancada mineira já havia ficado claro em um jantar realizado por Temer na noite dessa quarta-feira (22). Foram convidados 300 deputados federais, mas apenas 176 compareceram ao evento, entre parlamentares, assessores e membros do governo.

De acordo com o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), “ele (Temer) está vendo se vai ter quórum, e acho que não vai colocar (a proposta da reforma da Previdência em votação na Câmara)”. “A bancada do PSB decidiu, e vamos fazer obstrução para não deixar votar a reforma da Previdência. Não queremos que a matéria seja votada em 2017”, acrescentou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247