Soteropolitanos não temem efeitos da gripe

Conclusão pode ser tirada com base na baixa procura pela vacina, oferecida de graça pelo governo; apenas 33% do público alvo se vacinaram e a campanha foi prorrogada até 31 de maio; doses estão disponíveis para crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, além das pessoas que têm doenças crônicas do pulmão, coração, fígado, rim, diabetes, imunossupressão e transplantados

Soteropolitanos não temem efeitos da gripe
Soteropolitanos não temem efeitos da gripe

Bahia 247

Apesar da ampla divulgação, apenas 33% da população de Salvador que tem direito a receber vacina gratuita contra o vírus da gripe foi imunizada durante a campanha nacional, prorrogada até o dia 31 de maio.

Até quinta-feira (25), 151 mil pessoas tinham sido vacinadas na capital, segundo informações da Secretaria Municipal da Saúde. Expectativa é a de atingir a cobertura vacinal de 80% do público-alvo e atender a 465 mil pessoas. Os postos de saúde do município funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Podem receber a dose idosos com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, além das pessoas que têm doenças crônicas do pulmão, coração, fígado, rim, diabetes, imunossupressão e transplantados.

De acordo com a secretaria, nos últimos quatro anos, a cidade se manteve abaixo do índice estabelecido pelo Ministério da Saúde, em 2011 atingiu 74,8% e em 2012, 75%.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247