STDJ prepara denúncia contra o Atlético-MG por canto homofóbico

O procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Felipe Bevilacqua, denunciará o Atlético-MG pelos cânticos homofóbicos que citaram o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) durante jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão; "Ô, cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar veado", dizia a música improvisada pelos torcedores

STDJ prepara denúncia contra o Atlético-MG por canto homofóbico
STDJ prepara denúncia contra o Atlético-MG por canto homofóbico (Foto: Esq.: Divulgação )

247 - O procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Felipe Bevilacqua, denunciará o Atlético-MG pelos cânticos homofóbicos que citaram o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no último domingo (16), durante jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão. "Ô, cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar veado", dizia a música improvisada pelos torcedores.

Segundo o procurador, a "proposta não é fazer um terrorismo esportivo, tirar ponto, nada". "Mas entendemos que cabe uma punição no artigo 191. Seguimos um padrão da Fifa de multa nesses casos. A própria CBF já sofreu isso por gritos em jogos da seleção", disse o procurador ao UOL Esporte.

A denúncia será feita com base no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O artigo estabelece multa de R$ 100 a R$ 100 mil, com fixação de prazo para cumprimento da obrigação. Não existe o risco de o clube mineiro jogar com portões fechados por conta do comportamento de parte de sua torcida.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247