STF decide pela volta de Bruno à prisão

O STF decidiu mandar o goleiro Bruno Fernandes de volta à cadeia; os ministros analisaram um recurso da mãe de Eliza Samúdio contra a soltura, sob o argumento de que a liberdade de Bruno colocava em risco sua própria integridade física e a de seu neto; Bruno foi preso em 2010 e condenado a 22 anos de reclusão em 2013 pela morte da ex-namorada Eliza Samúdio; o corpo dela nunca foi encontrado  

Brasil, Belo Horizonte, MG. 20/10/2010. O goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza (c) é conduzido por policiais para audiência realizada no II Tribunal do Júri, em Belo Horizonte (MG). Começou na tarde de 20 de outubro de 2010 o depoimento de 22 testem
Brasil, Belo Horizonte, MG. 20/10/2010. O goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza (c) é conduzido por policiais para audiência realizada no II Tribunal do Júri, em Belo Horizonte (MG). Começou na tarde de 20 de outubro de 2010 o depoimento de 22 testem (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (25) mandar o goleiro Bruno Fernandes de volta à cadeia. Ele foi preso em 2010 e condenado a 22 anos de reclusão em 2013 pela morte da ex-namorada Eliza Samúdio. 

Os ministros analisaram um recurso da mãe de Eliza Samúdio contra a soltura, sob o argumento de que a liberdade de Bruno colocava em risco sua própria integridade física e a de seu neto, filho de Bruno com Eliza.

Votaram a favor da volta de Bruno à prisão os ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux e Rosa Weber. Votou contra o ministro Marco Aurélio Mello, que havia concedido o habeas corpus que permitiu a libertação do goleiro.

Quando concedeu habeas corpus para o goleiro, Marco Aurélio entendeu que havia excesso de prazo na prisão dele, e que ele tinha o direito a aguardar em liberdade a decisão sobre os recursos.

Bruno foi condenado pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho. Na época, o goleiro jogava pelo Flamengo e não reconhecia a paternidade. O corpo de Eliza nunca foi encontrado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247