STF determina que Bezerra Coelho se manifeste sobre denúncia da Lava Jato

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou que o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), apresente defesa prévia referente a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) de que o parlamentar teria incorrido nos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro; segundo a acusação, FBC teria recebido cerca de R$ 41,5 milhões em propinas que teriam sido sido destinadas a abastecer a campanha de reeleição do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) em 2010

senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou que o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), apresente defesa prévia referente a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) de que o parlamentar teria incorrido nos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a procuradoria-Geral da República, o socialista teria recebido cerca de R$ 41,5 milhões em propinas de recursos desviadas de contratos da Petrobras celebrados com as empreiteiras Queiroz Galvão e Camargo Corrêa e OAS para as obras de construção e implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Os recursos teriam sido destinados a abastecer a campanha de reeleição do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) em 2010. Na época, FBC era o presidente do Complexo Industrial e Portuário de Suape, além de acumular o cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico estadual.

Além dele, o empresário e ex-presidente da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), Aldo Guedes, e o também empresário João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho, apontados como operadores do esquema, também deverão se manifestar junto ao STF.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247