STF pede urgência em ação que pode tornar Russomanno inelegível

Deputado Celso Russomanno (PRB-SP) responde por peculato (desvio de dinheiro público) e pode se tornar inelegível à Prefeitura de São Paulo se for condenado no STF até o dia em que a Justiça Eleitoral analisar seu pedido de registro, em 12 de setembro; pré-candidato, Russomanno lidera com 26%, segundo Ibope da semana passada; ministra do STF Cármen Lúcia pediu à Procuradoria-Geral da Repúblicaque se manifeste "com urgência" no processo

Deputado Celso Russomanno (PRB-SP) responde por peculato (desvio de dinheiro público) e pode se tornar inelegível à Prefeitura de São Paulo se for condenado no STF até o dia em que a Justiça Eleitoral analisar seu pedido de registro, em 12 de setembro; pré-candidato, Russomanno lidera com 26%, segundo Ibope da semana passada; ministra do STF Cármen Lúcia pediu à Procuradoria-Geral da Repúblicaque se manifeste "com urgência" no processo
Deputado Celso Russomanno (PRB-SP) responde por peculato (desvio de dinheiro público) e pode se tornar inelegível à Prefeitura de São Paulo se for condenado no STF até o dia em que a Justiça Eleitoral analisar seu pedido de registro, em 12 de setembro; pré-candidato, Russomanno lidera com 26%, segundo Ibope da semana passada; ministra do STF Cármen Lúcia pediu à Procuradoria-Geral da Repúblicaque se manifeste "com urgência" no processo (Foto: Roberta Namour)

247 - A ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Cármen Lúcia pediu à Procuradoria-Geral da República, nesta segunda (27), que se manifeste "com urgência" em um processo contra o deputado Celso Russomanno (PRB-SP).

O apresentador de TV responde por peculato (desvio de dinheiro público) e pode se tornar inelegível à Prefeitura de São Paulo se for condenado no STF até o dia em que a Justiça Eleitoral analisar seu pedido de registro, em 12 de setembro.

Pré-candidato, Russomanno lidera com 26%, segundo Ibope da semana passada e foi acusado de ter usado uma funcionária de seu gabinete, paga pela Câmara, para trabalhar em sua produtora de vídeo em São Paulo, entre 1997 e 2001.

Leia aqui reportagem de Reynaldo Turollo Jr. sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247