STJ derruba liminar que impedia leilão de usinas da Cemig

Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu os efeitos da liminar concedida anteriormente que impedia o leilão de quatro usinas da Cemig, cujos contratos de concessão expiraram; decisão foi tomada pela presidente do STJ, Laurita Vaz, que atendeu a recurso apresentado pela AGU para derrubada da liminar que suspendeu a realização do leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig, previsto para o dia 27 de setembro; venda das usinas é um dos principais projetos do governo para cumprir a nova meta fiscal de 2017, de um déficit de R$ 159 bilhões

Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu os efeitos da liminar concedida anteriormente que impedia o leilão de quatro usinas da Cemig, cujos contratos de concessão expiraram; decisão foi tomada pela presidente do STJ, Laurita Vaz, que atendeu a recurso apresentado pela AGU para derrubada da liminar que suspendeu a realização do leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig, previsto para o dia 27 de setembro; venda das usinas é um dos principais projetos do governo para cumprir a nova meta fiscal de 2017, de um déficit de R$ 159 bilhões
Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu os efeitos da liminar concedida anteriormente que impedia o leilão de quatro usinas da Cemig, cujos contratos de concessão expiraram; decisão foi tomada pela presidente do STJ, Laurita Vaz, que atendeu a recurso apresentado pela AGU para derrubada da liminar que suspendeu a realização do leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig, previsto para o dia 27 de setembro; venda das usinas é um dos principais projetos do governo para cumprir a nova meta fiscal de 2017, de um déficit de R$ 159 bilhões (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu na manhã desta quarta-feira os efeitos da liminar concedida anteriormente que impedia o leilão de quatro usinas da Cemig, cujos contratos de concessão expiraram.

A decisão foi tomada pela presidente do STJ, Laurita Vaz, que atendeu a recurso apresentado pela Advocacia-Geral da União (AGU) no final de agosto para derrubada da liminar que suspendeu a realização do leilão de quatro usinas hidrelétricas da Cemig, previsto para dia 27 de setembro.

A íntegra da decisão ainda não foi disponibilizada pelo STJ.

A venda das usinas é um dos principais projetos do pacote de concessões do governo para cumprir a nova meta fiscal de 2017, de um déficit de 159 bilhões de reais.

A decisão permite a concessão das usinas de Jaguara, São Simão, Miranda e Volta Grande.

Por Ricardo Brito

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247