STJD confirma o rebaixamento do Vasco

Time carioca apostou no tapetão para tentar impugnar partida contra o Atlético-PR, em Joinville (SC), interrompida por causa da briga entre as torcidas; decisão judicial confirma queda para a Série B

Time carioca apostou no tapetão para tentar impugnar partida contra o Atlético-PR, em Joinville (SC), interrompida por causa da briga entre as torcidas; decisão judicial confirma queda para a Série B
Time carioca apostou no tapetão para tentar impugnar partida contra o Atlético-PR, em Joinville (SC), interrompida por causa da briga entre as torcidas; decisão judicial confirma queda para a Série B (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Flávio Zveiter, negou o recurso do Vasco pedindo a impugnação da partida contra o Atlético-PR, disputada domingo, em Joinville (SC), pela última rodada do Brasileirão. A decisão judicial confirma o rebaixamento do clube para a Série B.

Depois de perder no campo por 5 a 1, numa partida que ficou mais marcada pelas cenas de violência, o Vasco apostou no tapetão para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro em 2014. O vice-presidente de futebol, Ercolino de Luca, entrou com recurso alegando que os pontos deviam ser revertidos porque o jogo foi paralisado por mais de 70 minutos, enquanto, segundo ele, o máximo permitido são 60 minutos.

Em seu despacho para indeferir o pedido, Flávio Zveiter disse: "Não havendo violação à regra do jogo, e não existindo intenção do árbitro de violar a regra do jogo, o que há é tão somente uma interpretação errônea dos fatos. Um erro de fato não pode ser transformado em erro de direito porque é grave ou porque causou uma série de prejuízos".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247