STN autoriza R$ 226 milhões para o BRT Centro

Secretaria do Tesouro Nacional autorizou nesta sexta-feira, 11, a Caixa Econômica Federal a repassar o recurso na ordem de R$ 226.550.00 para a construção do corredor do BRT (Bus Rapid Transit) Centro; valor faz parte do total de quase R$ 500 milhões concedidos pelo Governo Federal ao Município de Palmas para a implantação do Sistema; já o recurso do BRT Sul, que é totalmente oriundo do Orçamento Geral da União, já está em licitação

Secretaria do Tesouro Nacional autorizou nesta sexta-feira, 11, a Caixa Econômica Federal a repassar o recurso na ordem de R$ 226.550.00 para a construção do corredor do BRT (Bus Rapid Transit) Centro; valor faz parte do total de quase R$ 500 milhões concedidos pelo Governo Federal ao Município de Palmas para a implantação do Sistema; já o recurso do BRT Sul, que é totalmente oriundo do Orçamento Geral da União, já está em licitação
Secretaria do Tesouro Nacional autorizou nesta sexta-feira, 11, a Caixa Econômica Federal a repassar o recurso na ordem de R$ 226.550.00 para a construção do corredor do BRT (Bus Rapid Transit) Centro; valor faz parte do total de quase R$ 500 milhões concedidos pelo Governo Federal ao Município de Palmas para a implantação do Sistema; já o recurso do BRT Sul, que é totalmente oriundo do Orçamento Geral da União, já está em licitação (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - A Prefeitura de Palmas informou que a Secretaria do Tesouro Nacional autorizou nesta sexta-feira, 11, a Caixa Econômica Federal a repassar o recurso na ordem de R$ 226.550.00 para a construção do corredor do BRT (Bus Rapid Transit) Centro. Esse valor faz parte do total de quase R$ 500 milhões concedidos pelo Governo Federal ao Município de Palmas para a implantação do Sistema.

O financiamento foi autorizado pela Câmara Municipal ainda no segundo semestre de 2012, através do projeto de lei n.º 10 de 12 de setembro de 2012. Diante a liberação do recurso pela STN, agora o processo parte para a assinatura junto à Caixa Econômica Federal e em seguida será aberto o processo licitatório para a parte central.

O recurso do BRT Sul, que é totalmente oriundo do Orçamento Geral da União, não é financiamento, e já está em licitação. A obra foi dividida em duas etapas para dar maior celeridade ao processo de implantação.

O Bus Rapid Transit (BRT) é um modelo inspirado em grandes exemplos de obras de transporte coletivo adaptado à realidade e capacidade de Palmas. O novo Transporte Público da Capital nasce com objetivo de facilitar a mobilidade, contribuir com a organização dos espaços urbanos eliminando os vazios e ser um propulsor de desenvolvimento econômico.

O BRT vai transformar o sistema de mobilidade, cumprir o papel de aproximar as regiões Sul e Norte de Palmas e promover melhorias nos mais diversos segmentos como saúde, educação, habitação, além de trazer desenvolvimento social e econômico para a Capital mais nova do País.

O projeto contará com a implantação de um eixo de 30 Km de extensão partindo da Região Norte, do Setor Santo Amaro, atravessando todo plano diretor e se dividindo em duas outras linhas, uma para Taquaralto e outra para Jardim Taquari. O canteiro central da Avenida Teotônio Segurado será a base da via e as pistas de tráfego de veículo serão mantidas. Ainda serão construídas calçadas e ciclovias.

Estações e Terminais

Toda via será dividida em sete eixos de estações multimodais com trincheiras com passagens em desnível e outras duas em nível. Estes espaços serão equipados com rampas, calçadas, bicicletários, paisagismo, serviços públicos, painéis de sinalização com informações de tempo de espera, catracas envidraçadas e banheiros. Elas sempre estarão localizadas nos cruzamentos leste oeste.

Serão implantados ainda dois grandes terminais urbanos sendo que um deles substituirá a Estação Javaé em Taquaralto e ainda mais 28 estações de passagens. Este eixo será abastecido por rotas alimentadoras, ou seja, ônibus que percorrerão quadras e bairros aproximando os passageiros ao BRT sem a necessidade de pagar outra passagem.

Na altura da Ulbra, o trajeto do BRT será desviado para esquerda por meio de um viaduto, passando pela futura Vila Olímpica, chegando na Avenida NS 10, onde uma ponte será construída sobre o braço do lago para dar acesso ao Setor Bertaville de onde a pista segue pelo Jardim Aureny III e Jardim Taquari.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email