Surto de dengue na Capital lota unidades de saúde

Prefeitura estima que número de infectados pode chegar até 50 mil e monta 80 leitos em quatro Cais para atender demanda; unidades como a de Campinas estão lotadas e pacientes demoram até quatro horas para serem atendidos; Estado e prefeitura fazem força-tarefa e campanha para conscientizar população a não deixar água parada em recipientes

Surto de dengue na Capital lota unidades de saúde
Surto de dengue na Capital lota unidades de saúde (Foto: Secretaria Municipal de Saúde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_  As unidades de saúde da Capital estão lotadas e com dificuldade para receber novos pacientes devido ao surto de dengue em Goiânia. A prefeitura estima que o número de infectados pode chegar a 50 mil.

Até o agora o recordo de cidadãos contaminados é de 2010 quando 44.187 pessoas pegaram dengue. Reportagem da Rádio CBN mostrou que no Cais de Campinas 90% dos atendimentos realizados na unidade nesta segunda-feira foram casos de suspeita de dengue.

A superlotação faz com que os pacientes esperem até quatro horas para serem atendidos no Cais. A prefeitura informa que está preparada para atender todos os casos e também afirma que instalou 80 leitos nos auditórios dos Cais da Vila Nova, Novo Horizonte, Campinas e Goiá.

A proliferação da dengue no Estado tem mobilizado a Secretaria da Saúde em torno das ações de combate ao foco do mosquito transmissor, bem como das orientações sobre diagnóstico precoce e cuidados para não agravar a doença.

O último Boletim Epidemiológico divulgado mostra um aumento de 351,19%, no número de casos registrados até o dia 26 de janeiro, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em Goiás, até o dia 26 de janeiro foram notificados 15.088 casos, contra 3.344 em 2012. Goiânia lidera o ranking com 8.486 casos. Até o momento, nenhuma morte foi confirmada por complicações da doença. Quinze  casos estão sob investigação. A Secretaria da Saúde mantém o alerta máximo contra a doença, promovendo ações que estimulem o combate aos focos do mosquito.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247