Tal qual Edvaldo, OAB quer revogação do aumento do IPTU de Aracaju

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe decidiu pelo envio de um anteprojeto de revogação da Lei Complementar Municipal n°145/2014, que estabeleceu um reajuste anual de 30% do IPTU até 2022, a ser encaminhado ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju; a revogação do aumento do imposto foi uma das principais bandeiras da campanha do prefeito eleito Edvaldo Nogueira (PCdoB); a ideia de Edvaldo é criar uma comissão que irá propor ao parlamento municipal uma lei cancelando o reajuste; para o prefeito eleito, o aumento é "extorsivo e impossível de ser pago"; a OAB fala em "aumento exorbitante"

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe decidiu pelo envio de um anteprojeto de revogação da Lei Complementar Municipal n°145/2014, que estabeleceu um reajuste anual de 30% do IPTU até 2022, a ser encaminhado ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju; a revogação do aumento do imposto foi uma das principais bandeiras da campanha do prefeito eleito Edvaldo Nogueira (PCdoB); a ideia de Edvaldo é criar uma comissão que irá propor ao parlamento municipal uma lei cancelando o reajuste; para o prefeito eleito, o aumento é "extorsivo e impossível de ser pago"; a OAB fala em "aumento exorbitante"
O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe decidiu pelo envio de um anteprojeto de revogação da Lei Complementar Municipal n°145/2014, que estabeleceu um reajuste anual de 30% do IPTU até 2022, a ser encaminhado ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju; a revogação do aumento do imposto foi uma das principais bandeiras da campanha do prefeito eleito Edvaldo Nogueira (PCdoB); a ideia de Edvaldo é criar uma comissão que irá propor ao parlamento municipal uma lei cancelando o reajuste; para o prefeito eleito, o aumento é "extorsivo e impossível de ser pago"; a OAB fala em "aumento exorbitante" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe decidiu pelo envio de um anteprojeto de revogação da Lei Complementar Municipal n°145/2014, que estabeleceu um reajuste anual de 30% do IPTU até 2022, a ser encaminhado ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju. Há mais de um ano, quatro ações estão tramitando no Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, questionando a constitucionalidade da Lei. 

A revogação do aumento do imposto foi uma das principais bandeiras da campanha do prefeito eleito Edvaldo Nogueira (PCdoB). A ideia de Edvaldo é criar uma comissão que irá propor ao parlamento municipal uma lei cancelando o reajuste. Para o prefeito eleito, o aumento é "extorsivo e impossível de ser pago".

Em nota enviada à imprensa, a OAB Sergipe diz ser "uma das autoras de uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) contra o aumento do IPTU. "Mas até o presente momento não houve julgamento definitivo das ações ajuizadas. Por conta dessa pendência judicial que afeta o interesse público, a diretoria da OAB vai encaminhar o pedido de revogação do aumento exorbitante do IPTU, que prevê majoração anual de 30% até o ano de 2022", completa.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247