Tarifa de ônibus não terá reajuste, diz o prefeito

O reajuste salarial dos rodoviários não afetará o valor da tarifa de ônibus em Salvador; garantia foi dada pelo prefeito ACM Neto (DEM) em entrevista coletiva na quarta-feira; "Quero aqui tranquilizar a população que o acordo foi feito sem que houvesse qualquer compromisso da Prefeitura em aumentar o preço da passagem, que continuará o mesmo praticado desde 2011", disse o democrata

O reajuste salarial dos rodoviários não afetará o valor da tarifa de ônibus em Salvador; garantia foi dada pelo prefeito ACM Neto (DEM) em entrevista coletiva na quarta-feira; "Quero aqui tranquilizar a população que o acordo foi feito sem que houvesse qualquer compromisso da Prefeitura em aumentar o preço da passagem, que continuará o mesmo praticado desde 2011", disse o democrata
O reajuste salarial dos rodoviários não afetará o valor da tarifa de ônibus em Salvador; garantia foi dada pelo prefeito ACM Neto (DEM) em entrevista coletiva na quarta-feira; "Quero aqui tranquilizar a população que o acordo foi feito sem que houvesse qualquer compromisso da Prefeitura em aumentar o preço da passagem, que continuará o mesmo praticado desde 2011", disse o democrata (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O reajuste salarial dos rodoviários, definido na quarta-feira (29) após reunião entre a Prefeitura, representantes do Setps e da Secretaria Estadual de Segurança Pública, não afetará o valor da tarifa de ônibus em Salvador. Garantia foi dada pelo prefeito ACM Neto (DEM) em entrevista coletiva no Palácio Thomé de Souza (sede da prefeitura).

De acordo com a proposta, aprovada em assembleia pelos rodoviários, o aumento no salário será de 9%, mais elevação do tíquete-alimentação para R$14 e compromisso dos empresários de implementar o sistema de fracionamento da jornada de trabalho. Com isso, foi decretado o fim da greve pela categoria e os ônibus começaram a circular novamente a partir das 14h. A Prefeitura teve papel decisivo ao intermediar a negociação entre empresários e rodoviários, principalmente na questão do valor do tíquete.

O prefeito afirmou que desde o início das negociações já havia sido colocada a questão de que a tarifa não seria discutida. "Quero aqui tranquilizar a população que o acordo foi feito sem que houvesse qualquer compromisso da Prefeitura em aumentar o preço da passagem, que continuará o mesmo praticado desde 2011", disse ACM Neto.

Ele também destacou o compromisso em reajustar o pagamento da gratificação do Carnaval aos rodoviários, realizado pela primeira vez pela administração municipal em 2014. Na próxima semana, o prefeito viaja à Brasília para discutir com o Senado Federal a aprovação do projeto que reorganiza a jornada de trabalho dos rodoviários.

"Mesmo a Prefeitura não sendo a empregadora, vamos acompanhar de perto a mesa permanente de negociação que está sendo instalada entre patrões e funcionários, a fim de que essa discussão continue acontecendo para que a cidade não sofra novas greves nos próximos anos, apesar de sabermos que esse foi um movimento nacional", explicou ACM Neto.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247