Tarso Genro defende “concertação” de esquerda para derrotar o golpe

De acordo com o ex-ministro da Justiça Tarso Genro (PT-RS), esse entendimento passaria pela libertação do ex-presidente Lula; “Lula preso. A Globo e os golpistas seus prepostos que rebentaram o país não sabem mais o que fazer. O Supremo começa recuperar-se (continuará?) como “Guardião da Constituição”. A esquerda já pode liderar uma Concertação para derrotar já golpismo. Com Lula livre”

2014.10.15 - Porto Alegre/RS/Brasil - Entrevista com o candidato à reeleição para o Palácio Piratini Tarso Genro, do PT. Segundo Turno. Eleições 2014. | Foto: Ramiro Furquim/Sul21.com.br
2014.10.15 - Porto Alegre/RS/Brasil - Entrevista com o candidato à reeleição para o Palácio Piratini Tarso Genro, do PT. Segundo Turno. Eleições 2014. | Foto: Ramiro Furquim/Sul21.com.br (Foto: Leonardo Lucena)

Blog do Esmael - O ex-ministro da Justiça Tarso Genro (PT-RS) defendeu nesta sexta (15) que a esquerda lidere uma “concertação” para derrotar o golpismo no país. Segundo ele, esse entendimento passaria pela libertação do ex-presidente Lula.

À luz da declaração pelo STF da inconstitucionalidade nas conduções coercitiva, o ex-ministro vê alvíssaras na decisão desta quinta (14).

“Lula preso. A Globo e os golpistas seus prepostos que rebentaram o país não sabem mais o que fazer. O Supremo começa recuperar-se (continuará?) como “Guardião da Constituição”. A esquerda já pode liderar uma Concertação para derrotar já golpismo. Com Lula livre”, escreveu Genro.

A concertação política liderada pela esquerda, com Lula Livre, seria o caminho estratégico para pacificar o país e retomar o desenvolvimento econômico.

Com o golpe de 2016, que derrubou Dilma Rousseff, além da quebra do pacto constitucional, houve piora de todos os índices políticos, sociais e econômicos. Os mais visíveis dizem respeito a 14 milhões de desempregados, aumentos abusivos nos combustíveis, volta da fome e da miséria, dentre outras mazelas.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247