Tasso discute futuro de Aécio com Alckmin e FHC

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), viajou para São Paulo nesta quinta-feira, 19, para discutir a situação do senador Aécio Neves no partido com o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; na noite dessa quarta-feira, 18, Tasso se reuniu com os senadores tucanos em Brasília, incluindo Aécio, sob clima de tensão; Aécio teria feito um apelo "emotivo" e disse estar se sentido "expulso" devido às declarações dadas por seus colegas, incluindo a do próprio Tasso Jereissati, que afirmou que Aécio "não tem condições" de permanecer como presidente do partido; Aécio pediu até a próxima terça-feira para apresentar uma solução à bancada 

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), viajou para São Paulo nesta quinta-feira, 19, para discutir a situação do senador Aécio Neves no partido com o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; na noite dessa quarta-feira, 18, Tasso se reuniu com os senadores tucanos em Brasília, incluindo Aécio, sob clima de tensão; Aécio teria feito um apelo "emotivo" e disse estar se sentido "expulso" devido às declarações dadas por seus colegas, incluindo a do próprio Tasso Jereissati, que afirmou que Aécio "não tem condições" de permanecer como presidente do partido; Aécio pediu até a próxima terça-feira para apresentar uma solução à bancada 
O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), viajou para São Paulo nesta quinta-feira, 19, para discutir a situação do senador Aécio Neves no partido com o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; na noite dessa quarta-feira, 18, Tasso se reuniu com os senadores tucanos em Brasília, incluindo Aécio, sob clima de tensão; Aécio teria feito um apelo "emotivo" e disse estar se sentido "expulso" devido às declarações dadas por seus colegas, incluindo a do próprio Tasso Jereissati, que afirmou que Aécio "não tem condições" de permanecer como presidente do partido; Aécio pediu até a próxima terça-feira para apresentar uma solução à bancada  (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), viajou para São Paulo nesta quinta-feira, 19, para discutir a situação do senador Aécio Neves no partido com o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. 

Predomina entre os tucanos o sentimento de que a permanência de Aécio como presidente do partido, ainda que sob a condição de licenciado, prejudica a imagem do PSDB em relação às eleições de 2018.

Encontro acontece após a decisão do Senado que devolveu o mandato a Aécio, que havia sido afastamento por decisão da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal. 

Na noite dessa quarta-feira, 18, Tasso se reuniu com os senadores tucanos que estavam em Brasília, incluindo Aécio. Segundo informações da Folha de S. Paulo, um clima de tensão marcou o encontro. Aécio teria feito um apelo "emotivo" e disse estar se sentido "expulso" devido às declarações dadas por seus colegas, incluindo a do próprio Tasso Jereissati, que afirmou que Aécio "não tem condições" de permanecer como presidente do partido. 

Para o mineiro, a fala prejudicou que ele tomasse por si só a decisão de renúncia. Aécio pediu até a próxima terça-feira para apresentar uma solução à bancada.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247