Taxistas protestam contra Agência Reguladora

Os taxistas que trabalham em Maceió e nas cidades do interior de Alagoas realizam um protesto nas vias da capital e em frente ao prédio onde funciona a Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal). Eles reclamam que a Agência tem apreendido veículos que trazem passageiros do interior. Os taxistas exigem o agendamento de uma reunião com representantes do governo do Estado para que as reivindicações sejam discutidas

Os taxistas que trabalham em Maceió e nas cidades do interior de Alagoas realizam um protesto nas vias da capital e em frente ao prédio onde funciona a Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal). Eles reclamam que a Agência tem apreendido veículos que trazem passageiros do interior. Os taxistas exigem o agendamento de uma reunião com representantes do governo do Estado para que as reivindicações sejam discutidas
Os taxistas que trabalham em Maceió e nas cidades do interior de Alagoas realizam um protesto nas vias da capital e em frente ao prédio onde funciona a Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal). Eles reclamam que a Agência tem apreendido veículos que trazem passageiros do interior. Os taxistas exigem o agendamento de uma reunião com representantes do governo do Estado para que as reivindicações sejam discutidas (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Os taxistas que atuam na capital e no interior de Alagoas estão bloqueando três vias na manhã desta segunda-feira (14), deixando o trânsito lento no Centro e na parte alta da cidade. Eles protestam contra as medidas adotadas pela Agência Reguladora de Serviços de Alagoas (Arsal) e pedem que seja agendada uma reunião com representantes do governo do Estado para que as reivindicações possam ser discutidas.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas de Alagoas (Sintaxi/AL), Ubiraci Correia, a Arsal voltou a apreender veículos que estavam trazendo passageiros das cidades do interior para a capital. Além disso, a agência reguladora teria implantado um novo sistema que obriga os taxistas a adquirirem um talão para fazer o controle do transporte.

"Levar os passageiros de uma cidade a outra é normal em todo o país. Só aqui eles inventam isso e deixam os taxistas sem poder trabalhar. Só saímos daqui depois que uma reunião com o governo for marcada", destacou Bira.

Cerca de 100 taxistas estão bloqueando a Rua Cincinato Pinto, no Centro da capital, onde fica situada a sede da Arsal. Há ainda outros dois pontos de bloqueio, nas proximidades da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e em um trecho da Durval de Góes Monteiro, próximo à Mafrial. Por conta dos protestos, o trânsito para quem tenta seguir da parte alta de Maceió ao Centro da cidade é lento nesta manhã.

"Vamos continuar com o bloqueio pelo tempo que for preciso, até a semana toda se for necessário", destaca o representante da categoria.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247