TCE-PI notifica 80 prefeituras que gastaram acima da LRF

Oitenta prefeituras que extrapolaram o limite de gastos com pessoal - que é 54% das receitas correntes líquidas - permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal serão notificados para que adotem providências para se adequar aos percentuais estabelecidos na LRF; o prazo estabelecido pelo TCE-PI para esses prefeitos se adequem á LRF é janeiro de 2017; o procurador-geral do Ministério Público de Contas do TCE-PI, Plínio Valente, explicou que as contas analisadas são referentes ao 2º quadrimestre de 2016

Oitenta prefeituras que extrapolaram o limite de gastos com pessoal - que é 54% das receitas correntes líquidas - permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal serão notificados para que adotem providências para se adequar aos percentuais estabelecidos na LRF; o prazo estabelecido pelo TCE-PI para esses prefeitos se adequem á LRF é janeiro de 2017; o procurador-geral do Ministério Público de Contas do TCE-PI, Plínio Valente, explicou que as contas analisadas são referentes ao 2º quadrimestre de 2016
Oitenta prefeituras que extrapolaram o limite de gastos com pessoal - que é 54% das receitas correntes líquidas - permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal serão notificados para que adotem providências para se adequar aos percentuais estabelecidos na LRF; o prazo estabelecido pelo TCE-PI para esses prefeitos se adequem á LRF é janeiro de 2017; o procurador-geral do Ministério Público de Contas do TCE-PI, Plínio Valente, explicou que as contas analisadas são referentes ao 2º quadrimestre de 2016 (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Piauí Hoje - Oitenta prefeituras que extrapolaram o limite de gastos com pessoal - que é 54% das receitas correntes líquidas - permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal serão notificados para que adotem providências para se adequar aos percentuais estabelecidos na LRF.

O prazo estabelecido pelo Tribunal de Contas do Estado para esses prefeitos se adequem á LRF é janeiro de 2017. O procurador-geral do Ministério Público de Contas do TCE-PI, Plínio Valente, explicou que as contas analisadas são referentes ao 2º quadrimestre de 2016.

Os prefeitos ficam impedidos de contratar servidores temporários e comissionados, além de serem obrigados a rescindir contratos de pessoas para cargos de confiança ou em comissão, com a finalidade de restabelecer equilíbrio orçamentário e financeiro desses município.

Caso as determinações feitas pelo Tribunal de Contas não sejam cumpridas no prazo, haverá o bloqueio das contas do município e a aplicação de multa ao gestor. O desbloqueio só será realizado mediante à apresentação de um plano de adequação ao índice legal em 15 dias para implementação do mesmo em 30 dias.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247