TCU identifica sobrepreço e quer paralisar obras da Radial Leste

Tribunal de Contas da União (TCU) pedirá que o Congresso faça o bloqueio dos repasses de recursos da União para as obras do trecho 2 do corredor de ônibus Radial Leste, em São Paulo; recomendação se deve ao fato de o órgão de controle ter identificado sobrepreço de R$ 23,9 milhões no contrato assinado pela Prefeitura de São Paulo e o consórcio CR Almeida/Cosbem em 2013; contrato da obra, que está paralisada, é de R$ 148 milhões e o sobrepreço alcança 16% do valor total

O Governador Geraldo Alckmin entrega a passarela do Polo Itaquera. Data: 08/06/2014. Local: São Paulo foto: Milton Michida/A2FOTOGRAFIA
O Governador Geraldo Alckmin entrega a passarela do Polo Itaquera. Data: 08/06/2014. Local: São Paulo foto: Milton Michida/A2FOTOGRAFIA (Foto: Paulo Emílio)

SP 247 - O Tribunal de Contas da União (TCU) pedirá que o Congresso faça o bloqueio dos repasses de recursos da União para as obras do trecho 2 do corredor de ônibus Radial Leste, em São Paulo.

A recomendação se deve ao fato de o órgão de controle ter identificado sobrepreço de R$ 23,9 milhões no contrato assinado pela Prefeitura de São Paulo e o consórcio CR Almeida/Cosbem em 2013. O contrato da obra, que está paralisada, é de R$ 148 milhões e o sobrepreço alcança 16% do valor total.

De acordo com o TCU, existe a suspeita de que as regras do edital limitaram a participação de concorrentes o que explicaria o desconto nos valores apresentados. "As alegações apresentadas pelos gestores não são suficientes para afastar os indícios (problemas) apontados", disse o ministro do TCU Bruno Dantas em sua decisão.

Quando implementado o corredor Radial Leste terá 17 quilômetros de extensão e deverá atender cerca de 220 mil passageiros/dia. O trecho 2 possui cinco quilômetros e interliga-se ao trecho 1, com 12 quilômetros.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247