Técnicos do IGP entram no gabinete de Jardel

 Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) realizam uma varredura no gabinete do deputado Mário Jardel, ex-jogador de futebol. A iniciativa tem como finalidade verificar se foram instaladas escutas, grampos ou aparelhos de gravação no local; o trabalho de busca foi motivado por uma denúncia da defesa do parlamentar, que alegou ter encontrado um equipamento no escritório

 Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) realizam uma varredura no gabinete do deputado Mário Jardel, ex-jogador de futebol. A iniciativa tem como finalidade verificar se foram instaladas escutas, grampos ou aparelhos de gravação no local; o trabalho de busca foi motivado por uma denúncia da defesa do parlamentar, que alegou ter encontrado um equipamento no escritório
 Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) realizam uma varredura no gabinete do deputado Mário Jardel, ex-jogador de futebol. A iniciativa tem como finalidade verificar se foram instaladas escutas, grampos ou aparelhos de gravação no local; o trabalho de busca foi motivado por uma denúncia da defesa do parlamentar, que alegou ter encontrado um equipamento no escritório (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - Técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) realizam uma varredura no gabinete do deputado estadual Mário Jardel (PSD), ex-jogador de futebol. A iniciativa tem como finalidade verificar se foram instaladas escutas, grampos ou aparelhos de gravação no local. O trabalho de busca foi motivado por uma denúncia da defesa do parlamentar, que alegou ter encontrado um equipamento no escritório.

Os técnicos receberam o aparelho encontrado pela defesa do deputado dentro do gabinete, mas ainda não informaram se é realmente um aparato de escuta, nem se sabe se o equipamento contem alguma gravação armazenada. A defesa de Jardel entregou o equipamento pedindo que fosse feita uma transcrição do áudio supostamente registrado pelo aparelho.

Jardel é investigado pelo Ministério Público por suspeita de desviar verbas do parlamento, exigir parte dos salários de funcionários fantasmas e envolvimento com traficantes. Na última segunda-feira (30), policiais cumpriram mandados de busca e apreensão no gabinete do político e em sua casa durante a Operação Gol Contra.

Jardel se apresentou nesta segunda-feira (7) à Corregedoria da Assembleia Legislativa (AL-RS), em Porto Alegre, mas permaneceu em silêncio.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email