Teixeira critica fala de general: a direita fascista tenta emparedar o STF

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou a declaração do general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa; o militar afirmou que, se o ex-presidente Lula se candidatar e vencer a eleição presidencial, não restará outra alternativa do que a intervenção militar; o parlamentar classificou a fala do general como "gravíssima" e disse que "mais uma vez, a direita fascista, a grande mídia e os opositores tentam emparedar o Supremo Tribunal Federal"

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou a declaração do general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa; o militar afirmou que, se o ex-presidente Lula se candidatar e vencer a eleição presidencial, não restará outra alternativa do que a intervenção militar; o parlamentar classificou a fala do general como "gravíssima" e disse que "mais uma vez, a direita fascista, a grande mídia e os opositores tentam emparedar o Supremo Tribunal Federal"
O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou a declaração do general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa; o militar afirmou que, se o ex-presidente Lula se candidatar e vencer a eleição presidencial, não restará outra alternativa do que a intervenção militar; o parlamentar classificou a fala do general como "gravíssima" e disse que "mais uma vez, a direita fascista, a grande mídia e os opositores tentam emparedar o Supremo Tribunal Federal" (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou a declaração do general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa. Ao Estadão, o militar afirmou que, se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva solto se candidatar e vencer a eleição presidencial, não restará outra alternativa do que a intervenção militar. "Se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada. Aí é dever da Força Armada restaurar a ordem. Mas não creio que chegaremos lá".

De acordo com o parlamentar, "mais uma vez, a direita fascista, a grande mídia e os opositores tentam emparedar o Supremo Tribunal Federal". "A saída não é pelo poder militar. A saída passa pelo respeito à Constituição. A fala do general é gravíssima", escreveu Teixeira no Twitter.

Lessa também afirmou que se o STF deixar Lula solto "estará agindo como "indutor" da violência entre os brasileiros, "propagando a luta fratricida, em vez de amenizá-la". 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247