Telescópios identificam momento em que estrela é engolida por buraco negro

247 - Telescópios do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês, para European Southern Observatory) em Garching, na Alemanha, registraram o momento em que uma estrela foi engolida por um buraco negro supermassivo. A pesquisa com a observação foi publicada na segunda-feira (12) no "Monthly Notices of the Royal Astronomical Society".

De acordo com Thomas Wevers, autor do estudo e bolsista do ESO em Santiago, o evento foi o mais próximo (ou o menos longínquo) da Terra já registrado: a 215 milhões de anos-luz do nosso planeta. 

O buraco negro é um lugar no espaço onde a gravidade é tão forte que nem a luz consegue escapar dela. O objeto que entrar em um deles é esmagado até parecer um espaguete em decorrência do chamado "evento de ruptura de maré".

De acordo com o pesquisador Matt Nicholl, professor na Universidade de Birmingham, no Reino Unido, e primeiro autor do estudo, "a ideia de um buraco negro 'sugando' uma estrela próxima parece saída da ficção científica". "Mas é exatamente o que acontece num evento de ruptura de marés", disse. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio