Temer teve encontro secreto com Ciro Nogueira

Em franca articulação para conseguir os votos necessários para o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) teve um encontro secreto com o senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP; os dois teria acontecido na última sexta-feira, 8, em São Paulo, na residência de um amigo comum, dois dias depois de o presidente do PP anunciar que seu partido decidiu permanecer na base do governo

Em franca articulação para conseguir os votos necessários para o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) teve um encontro secreto com o senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP; os dois teria acontecido na última sexta-feira, 8, em São Paulo, na residência de um amigo comum, dois dias depois de o presidente do PP anunciar que seu partido decidiu permanecer na base do governo
Em franca articulação para conseguir os votos necessários para o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) teve um encontro secreto com o senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP; os dois teria acontecido na última sexta-feira, 8, em São Paulo, na residência de um amigo comum, dois dias depois de o presidente do PP anunciar que seu partido decidiu permanecer na base do governo (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em franca articulação para conseguir os votos necessários para o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) teve um encontro secreto com o senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP. 

O encontro dos dois teria acontecido na última sexta-feira, 8, em São Paulo, na residência de um amigo comum, segundo informações do jornal Estado de S. Paulo. 

O encontro entre Temer e Ciro ocorreu dois dias depois de o presidente do PP anunciar que seu partido decidiu permanecer na base do governo. Ciro Nogueira negou ter encontrado com Temer. "Isso não tem a menor veracidade. Nem me lembro a última vez que estive com ele. Acho que era articulador político do governo", afirmou o senador.  Nos bastidores, porém, teria sinalizado ao vice que pode levar o partido a apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff se "fatos novos" surgirem até o fim da semana.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email