Texas Instruments vê lucro acima do esperado impulsionada por demanda de veículos

O mercado automotivo contribuiu com 19 por cento da receita da companhia em 2017, enquanto o setor industrial foi responsável por 35 por cento do faturamento.

Texas Instruments vê lucro acima do esperado impulsionada por demanda de veículos
Texas Instruments vê lucro acima do esperado impulsionada por demanda de veículos
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - A Texas Instruments, cujo presidente-executivo Brian Crutcher renunciou na semana passada, estimou lucro e receita acima do esperado no terceiro trimestre, impulsionada pela demanda por semicondutores voltados a veículos e equipamentos industriais.

A fabricante norta-americana de chips tem se beneficiado nos últimos anos pela demanda gerada por tecnologias de veículos de direção autônoma.

O mercado automotivo contribuiu com 19 por cento da receita da companhia em 2017, enquanto o setor industrial foi responsável por 35 por cento do faturamento.

A Texas Instruments espera receita de 4,11 bilhões a 4,45 bilhões de dólares e lucro de 1,41 a 1,63 dólar por ação no terceiro trimestre.

Analistas, em média, esperam receita de 4,27 bilhões de dólares e lucro de 1,48 dólar por ação, segundo dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

No segundo trimestre, a companhia teve lucro líquido de 1,41 bilhão de dólares, ou 1,40 dólar por papel, ante 1,06 bilhão ou 1,03 dólar por ação no mesmo período de 2017.

A receita do período foi de 4,02 bilhões de dólares após 3,97 bilhões no segundo trimestre do ano passado.

Por Sonam Rai, em Bangalore, Índia

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email