TIM tem alta de 53% no lucro do 2º tri; empresa troca de comando

A TIM também anunciou a distribuição de 240 milhões de reais a título de juros sobre capital próprio, tendo como base o exercício encerrado em 30 de junho. O pagamento será feito a partir de 13 de novembro, com base na posição dos acionistas no dia 25 de julho.

TIM tem alta de 53% no lucro do 2º tri; empresa troca de comando
TIM tem alta de 53% no lucro do 2º tri; empresa troca de comando
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - O lucro líquido da TIM subiu 53,2 por cento no segundo trimestre na comparação anual, para 335 milhões de reais, com crescimento da receita de todas as fontes e aumento dos custos abaixo da inflação, informou a empresa na noite de quinta-fera.

A operadora também anunciou a troca de comando, com a renúncia de presidente-executivo Stefano de Angelis, após o vencimento de seu contrato de dois anos, e a eleição de Sami Foguel para o cargo. Angelis continuará como membro do conselho de administração. Antes de assumir a TIM em 23 de julho, Foguel foi executivo na companhia aérea Azul.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado subiu 12,7 por cento na comparação anual, para 1,567 bilhão de reais no segundo trimestre, no quinto trimestre de crescimento de dois dígitos, disse a empresa. A margem Ebitda ajustada subiu 2,3 pontos percentuais para 37,6 por cento.

A receita líquida cresceu 5,8 por cento na comparação anual para 4,17 bilhões de reais no trimestre encerrado em junho, com contribuição positiva de todas as fontes de receitas: serviço móvel, serviço fixo e produtos, que há 12 trimestres vinha apresentando queda, e no segundo trimestre cresceu 7,5 por cento por conta do aumento do preço médio de venda.

A empresa destacou que a receita líquida de serviços cresceu 5,7 por cento, mantendo ritmo similar ao primeiro trimestre deste ano, “mesmo demonstrando algum impacto devido a uma recuperação macroeconômica mais frágil e eventos extraordinários como a greve dos caminhoneiros e os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo”.

Os custos e despesas ajustados subiram 2,1 por cento, menos que a inflação no período de um ano, em resultado auxiliado pelo “plano de eficiência que totalizou 86 por cento da meta para todo o ano” nos primeiros seis meses.

As provisões para calotes de clientes avançaram 56 por cento no trimestre. A empresa disse que o aumento da base de receita exposta à inadimplência, juntamente com o crescimento da base pós-paga de 20,5 por cento levam a uma tendência natural de expansão das provisões.

A TIM investiu um total de 1,018 bilhão de reais no segundo trimestre, 25,8 por cento acima do registrado no mesmo período do ano passado, com a maior parte dos investimentos destinados à infraestrutura (85 por cento), principalmente a projetos de rede transporte, tecnologia 4G e TI.

A dívida líquida da empresa caiu 1,17 bilhão de reais em relação a junho do ano passado, para 3,23 bilhões em junho deste ano, levando a relação dívida/Ebitda a recuar para 0,51 vez, ante 0,8 vez no segundo trimestre de 2017.

O fluxo de caixa operacional livre no trimestre foi de 6 milhões de reais, 359 milhões de reais a menos que o registrado um ano antes.

A TIM também anunciou a distribuição de 240 milhões de reais a título de juros sobre capital próprio, tendo como base o exercício encerrado em 30 de junho. O pagamento será feito a partir de 13 de novembro, com base na posição dos acionistas no dia 25 de julho.

Por Raquel Stenzel

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247