Tocantins tem saldo positivo de empregos em outubro

Cadastro Geral de Empregadores e Desempregados (Caged) mostra que o Tocantins criou 5.595 postos de trabalho com carteira assinada em outubro; considerando o número de desligamentos, o saldo de novos trabalhadores com carteira assinada foi de 47 vagas; em outubro do ano passado, o estado registrou decréscimo de 455 vagas de emprego; agricultura foi apontada como a responsável pelos dados positivos em outubro

Foto de arquivo de produção de soja em fazenda no Mato Grosso. A estimativa do governo dos Estados Unidos para a safra de soja do Brasil em 2014/15 foi mantida em 91 milhões de toneladas ante previsão de julho, informou o Departamento de Agricultura n
Foto de arquivo de produção de soja em fazenda no Mato Grosso. A estimativa do governo dos Estados Unidos para a safra de soja do Brasil em 2014/15 foi mantida em 91 milhões de toneladas ante previsão de julho, informou o Departamento de Agricultura n (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - Estudo do Ministério do Trabalho (MTE), realizado por meio do Cadastro Geral de Empregadores e Desempregados (Caged), aponta que no Tocantins 5.595 pessoas foram colocadas no mercado de trabalho em outubro. Entretanto, se for levado em consideração o número de desligamentos, o saldo de novos trabalhadores com carteira assinada foi de 47 vagas, dado bem superior ao mesmo período de 2014.

Em outubro do ano passado o Tocantins registrou decréscimo de 455 vagas de emprego. Já em relação a setembro deste ano, o Estado teve crescimento de 0,03%. No relatório da Caged, a agricultura foi apontada como a responsável pelos dados positivos em outubro. O setor anotou teve saldo positivo de 275 postos, responsável por contrabalancear a queda 172 vagas na construção civil.

Além da construção civil, também registraram queda em outubro o setor de extrativa mineral, com menos 23 postos de trabalho; indústria de transformação, com menos 39; e serviços, assinalando diminuição de 83 trabalhadores. Aumentaram 60 vagas nos serviços industriais de utilidade pública e 28 no comércio. A administração pública se manteve estável.

O relatório da Caged também lista os resultados dos municípios com mais de 30 mil habitantes. Dos sete listados, apenas Porto Nacional e Gurupi registram aumento no número de empregos, com 83 e 30 vagas, respectivamente. Das citadas, as cidades com piores resultados foi Palmas e Paraíso do Tocantins, ambas com queda de 51 postos; e Araguaína, registrando decréscimo de 77 pontos de trabalho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247