‘Todos os políticos eram financiados por empresas’

O governador da Bahia, Rui Costa, disse nesta quinta-feira que não ficou surpreso a lista da Odebrecht com mais de 200 políticos que receberam doações para suas campanhas em 2012 e em 2014; "Digo sempre que o problema em nosso país era o financiamento privado de campanha, e no decorrer, quem tinha dúvida disso vai ficando explícito. Da letra A à Z, todos vão aparecer em uma lista de registro das instituições. Não estou dizendo nada novo, já tinha dito outras vezes, mesmo antes desse processo mais atual de apuração", disse Rui

O governador da Bahia, Rui Costa, disse nesta quinta-feira que não ficou surpreso a lista da Odebrecht com mais de 200 políticos que receberam doações para suas campanhas em 2012 e em 2014; "Digo sempre que o problema em nosso país era o financiamento privado de campanha, e no decorrer, quem tinha dúvida disso vai ficando explícito. Da letra A à Z, todos vão aparecer em uma lista de registro das instituições. Não estou dizendo nada novo, já tinha dito outras vezes, mesmo antes desse processo mais atual de apuração", disse Rui
O governador da Bahia, Rui Costa, disse nesta quinta-feira que não ficou surpreso a lista da Odebrecht com mais de 200 políticos que receberam doações para suas campanhas em 2012 e em 2014; "Digo sempre que o problema em nosso país era o financiamento privado de campanha, e no decorrer, quem tinha dúvida disso vai ficando explícito. Da letra A à Z, todos vão aparecer em uma lista de registro das instituições. Não estou dizendo nada novo, já tinha dito outras vezes, mesmo antes desse processo mais atual de apuração", disse Rui (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), comentou nesta quinta-feira (24) sobre a lista da construtora baiana Odebrecht com mais de 200 políticos que receberam doações para suas campanhas em 2012 e em 2014 (alguns deles podem ter recebido caixa 2), e disse que não ficou surpreso com o documento apreendido pela Polícia Federal na Operação Acarajé - desdobramento da Lava Jato.

"Digo sempre que o problema em nosso país era o financiamento privado de campanha, e no decorrer, quem tinha dúvida disso vai ficando explícito. Da letra A à Z, todos vão aparecer em uma lista de registro das instituições. Não estou dizendo nada novo, já tinha dito outras vezes, mesmo antes desse processo mais atual de apuração", disse o governador em entrevista à rádio Metrópole.

Rui voltou a elogiar a decisão do Supremo Tribuna' Federal (STF) de "cortar esse cordão umbilical com a corrupção", em referência ao fim do financiamento privado das campanhas eleitorais. "Não adianta hipocrisia, todos os partidos, todos os políticos foram financiados pelas empresas. Todos".

Ele acredita que o fim do financiamento privado vai ajudar a moralizar a política brasileira. "Acho que o Brasil tem a possibilidade de escrever uma nova história para o país e acho que os políticos deveriam ter serenidade e rapidez para superar a atual crise".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247