Tolentino se entrega à PF em Belo Horizonte

Ex-advogado de Marcos Valério se apresentou à delegacia no mesmo dia em que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, determinou sua prisão; ele foi condenado a seis anos e dois meses de detenção na AP 470, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

BELO HORIZONTE, MG - 13.12.2013: MENSALÃO/TOLENTINO - Condenado no processo do mensalão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, Rogerio Tolentino, ex-advogado de Marcos Valério, deixa IML (Instituto Médico Legal), na região oeste de Belo Horizonte, nes
BELO HORIZONTE, MG - 13.12.2013: MENSALÃO/TOLENTINO - Condenado no processo do mensalão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, Rogerio Tolentino, ex-advogado de Marcos Valério, deixa IML (Instituto Médico Legal), na região oeste de Belo Horizonte, nes (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Rogério Tolentino, ex-advogado de Marcos Valério, também condenado o processo da AP 470, se apresentou à Polícia Federal em Belo Horizonte por volta das 22h desta quinta-feira (12).

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, determinou ontem sua prisão.

Barbosa entendeu que as penas devem ser executadas imediatamente, porque não cabem mais recursos contra a condenação.

Tolentino foi condenado a seis anos e dois meses de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em parecer enviado ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu a transferência antecipada de Rogério

Tolentino para Belo Horizonte, mesmo antes de o réu ter sido preso.

Segundo Paulo Sérgio Abreu e Silva, o advogado que o defende, Tolentino tinha previsto se entregar na manhã desta sexta, mas mudou de ideia após ser alertado pela delegada que quanto mais cedo ele se apresentasse, mais rápido seria feito o comunicado para a vara de execução criminal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247