Toninho Vespoli ao 247: “Doria parece um garoto mimado”

Vereador do PSOL comenta o fato de o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), não aceitar críticas da imprensa e fazer ataques diretos aos jornalistas; em entrevista à TV 247 nesta segunda-feira 2, ele falou sobre o pedido de abertura de CPI feito por ele para investigar a relação das empresas do Lide com a Prefeitura e ainda sobre a venda do patrimônio público na capital paulista à iniciativa privada; assista à íntegra

Vereador do PSOL comenta o fato de o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), não aceitar críticas da imprensa e fazer ataques diretos aos jornalistas; em entrevista à TV 247 nesta segunda-feira 2, ele falou sobre o pedido de abertura de CPI feito por ele para investigar a relação das empresas do Lide com a Prefeitura e ainda sobre a venda do patrimônio público na capital paulista à iniciativa privada; assista à íntegra
Vereador do PSOL comenta o fato de o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), não aceitar críticas da imprensa e fazer ataques diretos aos jornalistas; em entrevista à TV 247 nesta segunda-feira 2, ele falou sobre o pedido de abertura de CPI feito por ele para investigar a relação das empresas do Lide com a Prefeitura e ainda sobre a venda do patrimônio público na capital paulista à iniciativa privada; assista à íntegra (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 – O vereador de São Paulo Toninho Vespoli (PSOL) criticou duramente a gestão do prefeito João Doria (PSDB) nesta segunda-feira 2, em entrevista concedida aos jornalistas Gisele Federicce e Alex Solnik, da TV 247.

Vespoli falou principalmente sobre o pedido de abertura de CPI feito por ele na Câmara Municipal para investigar a relação das empresas do Lide, empresa de eventos criada por Doria, com a Prefeitura.

O vereador já obteve as 19 assinaturas necessárias para protocolar o requerimento de abertura da CPI. O pedido agora será votado em plenário, onde apenas 11 dos 55 vereadores são de oposição ao governo tucano.

"Eu acho que o Doria tinha que pensar em ser prefeito, porque o que ele mais vem fazendo é lobby, aproximando o setor empresarial da Prefeitura", disse Vespoli, criticando também a falta de transparência dessas relações. "As relações são feitas sem a sociedade saber de que forma elas se dão".

O vereador falou ainda sobre o pacote de privatização da gestão Doria. "Como se privatizar as coisas, o que é um modelo de gestão, fosse um projeto para a cidade". Os vereadores que "não são amigos do rei", de acordo com ele, ficam sabendo das propostas pela imprensa, e não pelo Executivo.

O parlamentar criticou o fato de o prefeito não aceitar críticas da imprensa e fazer ataques diretos aos jornalistas.

Acho que nenhum vereador deveria usar esse tipo de expressão, eu não gosto. Mas é que tem coisa que é tão evidente que não dá para falar outra coisa. Para mim, o Doria parece um garoto mimado. Aquele dono da bola, sabe? Que diz: 'se meu time perder, ninguém joga mais'".

"Porque é evidente que quando você está administrando uma cidade como São Paulo, com tantas contradições e diversidades, as pessoas vão ter opiniões diferentes", afirmou.

"Não adianta o Doria ficar nervoso com jornalistas, as críticas são feitas com base em dados oficiais. O povo é que deveria ficar nervoso com ele querendo enganar as pessoas, inflando números que não existem", completou. 

Assista à íntegra da entrevista:

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247